Angustiados


Aquele pensa que sabe muito, mas não sabe de nada, e a sua ignorância é tanta que nem sequer está em condições de saber aquilo que lhe falta, François Fénelon
Nunca existiram dúvidas que com o GR perdem-se fundos ganhando-se dívidas; perdem-se valores trocando-se por favores, gerem-se interesses entregando-se recursos e trocam-se informações por acções. 

[ Aquilo-que-te-digo-mas-não-te-posso-dizer-aqui-( mas-não-te-esqueças-do-papel )-e-que-tu-amanhã-também-fazes-para-mim-porque-favores-e-segredos-são-como-as-sogras-enterrados-estão-bem-apenas-para-nós-mas-fora-são-chatos-e-nós-não-os-queremos-à-vista-de-todos.Já-agora-vamos-ao-golfe-passar-pela-sede-do-partido-beber-um-rótulo-(mas-não-te-esqueças-do-papel )-......]

Sem estranheza diga-se, aconteceram recentemente situações que puxam muito ao que aqui se tem dito. A lei do "Coça-me as costas que eu coço as tuas". Que nos deixa angustiados, perplexos, agoniados, por mais "vacinados" que estejamos. Aliás, o manual das receitas do Regime não tem fundo, nestas coisas, ao contrário do fundo de Barreto e companhia. Vamos ás nossas e as deles ( falo em angústias ) ?

O Fundo dos (sem) milhões

Um fundo criado para os grandes, não para os pequenos. Para o preguiçosos, não para os trabalhadores. Para os que não pagam impostos e para os que também pagam. Para as cronicamente falidas e/ou dependentes e para as que têm possibilidade de o não ser.

Se fosse para os pequenos, a documentação pedida, exigida não seria a que o GR permite. Nem os critérios. Prova-se mais uma vez, que ou o GR não conhece o tecido empresarial da Região, ou então quem está lá e estudou a coisa, não teve a sensatez de se colocar na posição dos que diz defender. Ou pior, não fazem "puto" ou não têm ideia nenhuma do que querem. Por mim, gostaria muito que apenas fossem ignorantes, porque assim, a culpa seria dela, da ignorância, não do sistema instalado. Podia ao menos chamar-lhes estúpidos, burros, ignorantes .... Mas ao sistema ?  Vejamos, o que soa melhor :" És um grande burro, sistema !".  ou "o Sr. Dr. ... é um grande burro! " . O que fica melhor ?

{ Um aparte: por exemplo, se fosse à 4 anos, as empresas de Miguel Albuquerque com dívidas ao Estado/Região, podiam candidatar-se mas a do Sr. Francisco, mais pequena e sem dívidas  também. É correcto isto ? Não, claro. O bom, o mau pagador e o esquecido/prescrito a candidataram-se e iguais no acesso ao dinheiro. E qual a probabilidade, de 1 a 100, de as empresas de MA receberem e a do Sr Francisco não ? e o Sr. Francisco tem as mesmas facilidades de ir á banca do que Miguel Albuquerque ? não. Eu daria, nas probabilidades, 75 a 99 a MA e 1 a 25 ao Sr. Francisco, sem assessor/consultor "governamental".E com "com.." uns 45 a 85 }
A ignorância é audaz; a sabedoria, reservada, Tucídedes
Se o GR, Miguel Albuquerque, Rui Barreto, Pedro Calado... e a grande maioria da cambada de assessores, consultores, economistas, contabilistas, "yes man" de que se rodeiam, conhecessem alguma coisa do que falam, saberiam que pela documentação exigida para as empresas terem acesso a este fundo,  estas seriam classificadas na sua grande maioria em situação de falência técnica, capacidade de desenvolvimento fraca, sem capitais próprios ou quase ausentes e fracos....portanto não sendo elegíveis ou não tendo condições para aquele fundo ( um banco não dá 20 000 € a uma empresa de esquina do Sr. X que tem um capital social de apenas 1 000 € excepto se o Sr. X for o Calado, o Avelino ou o Sousa, por exemplo )

Por isso, apenas umas quantas, as maiores, não necessariamente as melhores, ou as “assessoradas” pelos ex-actuais-futuros-antigo-novos dirigentes  têm acesso ao mesmo.  [ O Sr. S. resolveu o assunto com uma consultadoria..."à moda do Regime", Vai receber e vejam só ....o valor do assessor já ESTÁ incluído... ]. 

Porque quem precisa, não pode pagar o assessor ou  verbalmente já lhe disseram " que seria...difícil, que o fundo já está nos limites, é uma perda de tempo, ... " . Também por isso, já bastantes começaram a receber cartas do banco a dizer que o seu negócio não tem critérios de elegibilidade, porque está tecnicamente falido. Temos pena.

Por isso e face aos critérios e valores  / empresa / volume negócios deste fundo, os "astutos medíocres" dizem que 85 milhões já foram tomados !!! por cerca 3 000 empresas ( média de 28 340 € /empresa ) o que não é correcto. Ora como os limites de financiamento neste fundo, são de até 30 000 € para as microempresas e 600 000 € para as grandes ... depreende-se que as grandes vão levar/levaram quase tudo. Façamos contas e demonstremos


                         85 000 000 € / 600 000 € = 142 empresas 

                         85 000 000 € / 400 000 € = 212,5 empresas

Bate certo. É este o intervalo do número médio de empresas "médias/grandes" na Madeira ( já agora, não esquecer que as grandes são detentores de muitas médias / grandes e os accionistas/sócios são na quase totalidade dos casos (93%), detentores de outras sociedades ou sociedades em nome individual, familiar, ....podendo assim receber mais dinheiro com outras sociedades (deles). o que também não está correcto, porque o Sr. A. não tem mais empresas, mas por exemplo, o Avelino tem..

Lastimável é estes "astutos" andarem enganar todos e agora arranjarem a desculpa da morosidade da banca, da burocracia .... de Lisboa para dizerem que o dinheiro ainda não chegou. O dinheiro não vem ? ou foi-se ? Vem às "pinguinhas" ? OU só as más notícias chegaram às pequenas empresas? Mas ....parecem cúmplices de um novo saque, não parecem ?

Já agora as sociedades falidas, os "elefantes brancos" da RAM, do GR também se podem candidatar a este fundo ? Se for assim, continuam a receber pelo GR e pelo fundo. "a dois tempos".  O que é eticamente reprovável, porque parece, digo parece, que aquilo foi criado para safar empresas e não apoiar empresas zombies, moribundas,.... Isto de ser juiz em causa própria, também dá nisto. 


E aquelas que não prestaram contas à segurança social e tiveram as suas dívidas prescritas ? E aquelas que não têm sede fiscal na Madeira ?


Mas o que se passa com os avales, aqueles que o GR deu para as grandes, "as big five", poderem ter acesso á Banca ? São cerca de 200 milhões de euros..... sem o fundo, para poucas, muito poucas. 


E já agora ....transparência exige-se. Quem recebeu, em que condições e valores. Ou mais uma vez o GR como quero crer vai ser opaco ?
O homem poderoso que junta a eloquência à audácia torna-se num cidadão perigoso quando lhe falta bom senso, Eurípedes
Miguel Albuquerque
- Ex-presidente da jsd-M
- Ex-presidente da CMF
- Ex-empresário de sucesso de “desconhecidas" sociedades anónimas e limitadas falidas
- Um dos políticos mais ricos do país
- Ex-coproprietário de uma quinta de turismo, propriedade de sociedades suas e ex-mulher, que recebeu consecutivamente pelo GR de AJJ, apoios comunitários monetários a fundo perdido, a juros bonificados, apoios do IEFP, ... para reconverter, melhorar, desenvolver, requalificar, publicitar, adaptar, formar ..... 
- Vendedor com sucesso daquelas sociedades e das dívidas delas
- Ex-delfim e traidor de AJJ
- Presidente do GR
Ex-choroso incompreendido no programa da Cristina
- Proto candidato à Presidência da República
- Causador de crises ( AJJ e agora )
- Ex-renovador, agora situacionista por oportunismo
- Ex-liberal, agora estalinista por necessidade
- Ex-social democrata, agora apreciador de manifestações de culto
Neto de opositor ao Estado Novo, mas praticante das politicas do Estado Novo por convicção
- Ex-renovador ....renovado ( entenda-se: renovar o renovado = mesmo de antes )
- Ex-desaparecido no Dubai e outras catástrofes na RAM
- Adorador de câmaras de TV, fotográficas, jornais....
- Criador e praticante do emprego desnecessário no GR
- Pianista de méritos (des)conhecidos, dando música para o povo nas horas vagas 
- Orgulhoso detentor de uma carteira de dependentes na RAM
- Actual presidente do GR
- com Gabinete na quinta das Angústias
- Praticante da arte "passa-culpas" e "não fui eu"
- Condenado por praticas não conformes pelo TC na CMF
- suspeito de corrupção pela prática de crimes de participação e prevaricação económica em negócio e violação de regras comunitárias segundo a revista Sábado. 
- .....

Tudo isto cabe no CV de Miguel Albuquerque, o que não é nada de anormal, confesso. Porque no regime onde MA rege a "sua magistratura", a banalidade do (nosso) anormal é o dia a dia, o normal.

Suspeito, acusado, indiciado, julgado, condenado ..... as fases que potencialmente terá de passar ( a primeira já está, parece ) agora com este caso recente. Mas que não lhe tiram a vergonha eo sono, de continuar como presidente do GR. À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta. Miguel Albuquerque devia ouvir mais Lincoln: 

Podeis enganar toda a gente durante um certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente
Mas um problema coloca-se com este ultimo caso. Se MA é suspeito de não observar as regras comunitárias, então e a Vice-presidência ? Mas... cadê os outros ? Pessoas e (outros) casos. Ou será este a caixa de Pandora para o que aí vem (mais ). 

cds-M e as causas impossíveis

Passou a semana passada por alguns sobressaltos. Eleições antecipadas ? Ai, livre-nos São Judas Tadeu, o santo das causas impossíveis. Miguel Albuquerque a presidente ? Livre-nos Santa Rita de Cássia. Miguel Albuquerque na justiça ? Livre-nos São Gregório Taumaturgo. 

Mas ainda existirá algum "santo" no PS-M que possa dar a mão a Barreto com a bènção de JPP e o "cruzes, credo abrenuncio" do PCP-M na ALRM ?

Valha-nos Nossa Senhora da Boa Bonança, que nos dê boa bonança
Dai-nos Nossa Senhora do Bom Juízo.... juízo ( e livrai-nos dos Lopes e de todo o mal, ámen ). 

Teófilo Cunha

Saberá já onde fica a Secretaria e o que ela faz ? Conhecerá já o caminho para o seu gabinete ? Conhecerá onde fica o WC ? Saberá já que os peixes se pescam no mar e faria algum sentido que fosse em barco ?  Com Teófilo, aos pescadores nem São Pedro lhe vale. Porque nele é grande a proteção de Santa Dimpna. 

Mas aleluia, parece que uns empresários escondidos este tempo todo "apareceram" para investir, desenvolver, potenciar as pescas . Milagre senhores, milagre. Porque com aeroportos fechados, sem ligações maritimas ....eles chegaram. Ou estavam apenas escondidos na Madeira, a hibernar e Teófilo "achou-os" ? Santa Dimpna está mesmo com Teófilo. Aleluia  meus irmãos !!!!

Men Without Hats - Safety Dance


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.