Porque "bojardas", Miguel ?

Aquele que diz uma mentira não calcula a pesada carga que põe em cima de si, pois tem de inventar infinidade delas para sustentar a primeira, Alexander Pope

Se para Platão, criador da primeira escola superior de educação, a Academia de Atenas, a mentira é possível, em determinadas circunstâncias, para Kant, Aristóteles e Santo Agostinho, nunca é possível mentir por razão alguma.
Existem alguns “mentirosos” e mentiras famosas. Recordo e por época: Heródoto, o da narrativa histórica e que para defender uma causa, “engrandeceu” as suas narrativas ; Pedro, sim São Pedro do, “antes que o galo cante, negar-me-ás 3 vezes” ; Galileu e o ter abjurado a teoria heliocêntrica, mesmo segundo a tradição, com os dedos cruzados; e Nixon com Watergate, negando ter autorizado subordinados a envolver-se ilegalmente em campanhas eleitorais ou na politica. Mas o que fica, é aquela célebre frase de Goebbels, ministro de propaganda de Hitler, que disse ser mais fácil “as pessoas acreditarem numa GRANDE MENTIRA ditas muitas vezes, do que numa verdade dita apenas uma vez”.
Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo, Lincoln
Está na moda os nossos deputados e políticos dizerem, o “senhor não fala verdade; o senhor está enganado e induz as pessoas em erro …. “. Parece-me que isso é uma forma simplória e “politicamente correcta” de não usar a palavra mentiroso. Ou então, os dicionários estão enganados ( ver observação ). Existem também aqueles que dividem a mentira em “por omissão” ou “deliberada” E também aqueles que, nunca estudando Platão, acham que a pessoa pode “mentir, enganar” na coisa pública e não no pessoal. Temos então o “mentiroso profissional” e o “mentiroso pessoal”.
Que vantagem têm os mentirosos? A de não serem acreditados quando dizem a verdade, Aristóteles
Diz-se que a mentira é um comportamento aprendido desde as crianças e que todos mentem ou já mentiram. A mentira, segundo diversas autoridades, faz-se por vários motivos:

1) Como autodefesa: falta de auto-controle, baixa estima, ansiedade e depressão podem ser motivos para se mentir.
2) Como controle: a mentira é necessária para manter o poder, para controlar. 
3) Por  medo: para não perder a aceitação social ou individual, por exemplo.
4) Como Inclusão: para poder incluir-se num grupo ou entre pessoas.
5) Para aumentar a verdade: para melhorar “estórias”; para realçar e aumentar feitos menores, para criar factos fascinantes, heróicos, maiores.
Mas todos concordam que a mentira é perniciosa. Não só para o mentiroso, como para quem interage com ele.
Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te, Friedrich Nietzcshe
Voltando a Miguel Albuquerque. Miguel Albuquerque é chefe, preside a um partido, a um GR, numa Região onde os subsidio-dependentes, privados e públicos, tudo fazem e tudo podem sem escrutínio nenhum,  com o seu beneplácito. As asneiras, omissões, inverdades de muitos, podem ser assacadas a quem os chefia? Segundo a legislação do Tribunal Penal dos Direitos Humanos, sim. Foi o caso da Sérvia, do Ruanda…. foi o caso de Nuremberga, entre muitos outros exemplos. E a mentira é tão grave como o homicidio, o banditismo.... ? Sim, se for causa de prejuízo de terceiros.

Calado I: tem dois discursos, o que está tudo bem e o desemprego controlado. E tem o discurso do padeiro, que o desemprego está descontrolado. Os indicadores dizem, que o desemprego sobe, mas Miguel deixa dizer que está tudo ok.

Calado II: A república deve cerca 427 milhões á Madeira. Miguel diz Ok. São números infelizes. Calado confunde, mistura tudo e porque a Madeira tem menos habitantes que os Açores, sabe que segundo a lei das finanças regionais que aprovaram e da distribuição de verbas por região, esta é feita por habitante, sendo que a Madeira é menos populosa que os Açores e recebe menos (os luso-venezuelanos subsidiados pela República não contam).. Pior, a Madeira por causa do psd_M, é região de objectivo 1 e logicamente recebe menos verbas, porque é das mais ricas do país !!!!!! mesmo que seja aquela onde a taxa de pobreza mais sobe Na Madeira, os ricos são muitos e bastante ricos ( ver os estudos do INE ) e o resto.... remedia-se ou é pobre. Calado coloca no mesmo pacote, a transferência de verbas directas para os municípios, porque quer que o dinheiro fosse para o GR e ele distribuísse conforme os seus interesses. Uns recebiam, outros a longo prazo ou no dia em que o município fosse ...psd-M. E com estes erros deliberados e outros...engana, omite, cria números ....asneira.

Carlos Rodrigues “et les outres”: tudo bem para estes “pobres de espírito”. Desde que haja alguém pior, melhor. Portanto, Miguel Albuquerque pode estar descansado. O Ruanda ainda vem longe.  Bem como o Congo. O problema é de quem precisa e muito na RAM. Enganadores....
Ousa dizer a verdade: nunca vale a pena mentir. / Um erro que precise de uma mentira, acaba por precisar de duas, George Herbert
Rui Barreto e os HF: Porque Miguel não diz que aquilo está dado como garantia ? e que está próximo para sair da esfera do GR a participação maioritária ?, se é que ela existe. Está a enganar Barreto, que é barrete, um imberbe nestas coisas ? E a Via Litoral ? de  fluxos financeiros interessantes ? Onde o custo de manutenção de 1 Km de estrada é ..... quase 100% superior ao da BRISA no continente. Peanuts, senhores, apenas peanuts.

Orçamento de estado 2015: os deputados do psd-M da Madeira votaram contra. Isto das receitas do IVA irem para as câmaras, que não controla, e não para o GR que preside e que pode usar como quer é uma chatice. Não explica é porque votou com a República no subsidio de mobilidade. E quem ficou por baixo ? Os que só contam nas eleições, claro.

Receitas do Turismo. Diz Miguel Albuquerque que são “residuais”. O estudo dele e do seu GR diz o contrário. O pior são os hoteleiros , excepto os Pestanas e AFA, talvez.

Na saúdesão os negócios que não se querem falar. Os escuros. Os muitos nada transparentes.

Ferry. Afinal MA mentiu na ALRM. Sim, bastante. Ou foi uma branca que lhe deu e ausência de intérpretes aos ofícios que recebe. Ou os correios...

Os Portos, com cada vez mais passageiros e menos navios.....

Dubai e cuidados continuados; Segurança social, riqueza..... Quem paga o quê a quem .....  Parece um almanaque Gotha, mas da Região.

Pobretes mas Alegretes: afinal é o que Miguel Albuquerque quer deste povo. Não vai te(r)m sorte. Não "falam verdade" e ainda dão prejuízo a terceiros.
Os mentirosos são sempre pródigos em juras, Pierre Corneille
Segue Miguel Albuquerque Platão? Nixon e Goebbels, segue-os certamente. Mas isso não responde à pergunta. Porque omite, bojarda Miguel ?  Aparentemente tem tudo. Um partido, um governo, os subsidio-dependentes, agora uma "bengala" disciplinada e autista ..... Porque, então isto ? Não é mitómano claro. Então porque a razão destas "omissões" todas ?

A resposta está em cima. Porque quer manter o poder, o controle. Porque, tem medo. Porque acha-se um herói, é narcisista. Porque tem de manter-se no grupo e manter o grupo unido ( onde foi nado e criado )..  Porque ….. não acredita nos seus poucos méritos ( porque lá no fundo, mesmo no fundo, este "hommos politicus" deve ter alguns ). Coloca tudo à venda, desde que se mantenha.   Porque sabe que não é o melhor, apenas o melhor dos piores ( em que sentido ? ). Porque tem de manter a fachada. De presidir a uma Região, a um paraíso, para ele e os do grupo dele e não a uma Região tecnicamente falida e que ele e o seu grupo querem manter ética e moralmente falidas.

Observação
"mentiroso", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa 
men·ti·ro·so |ô|(mentira + -oso)
adjectivo e substantivo masculino
1. Que ou aquele que mente, que engana (ex.: relato mentiroso; ele é um mentiroso compulsivo).
adjectivo
2. Que contém ou é baseado numa mentira. = FALACIOSO
3. Que engana; que não é o que parece ser. = APARENTE, ENGANADOR, ENGANOSO, FINGIDO
Palavras relacionadas: 
SINÓNIMOS
Cesteiro, doloso, embusteiro, enganador, enganoso, falaz, ilusório, intrujão, mentireiro, trapaceiro

Observação 2

Onde acaba o homem público e começa o privado ? A utilização privada de bens públicos, diz o quê, de quem o faz ? Para Roosevelt a honra pública e pessoal são indissociáveis. Para Chuchill, a mentira pode e deve ser usada de forma criteriosa, porque o bem público está acima de tudo. SErá MA um Roosevelt ou um Churchill ? No lo creo, mas .... "desde que vi um porco andar de bicicleta num circo, alguns acreditam em tudo".

Porque é "bad" lie. U2, Bad
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.