A igreja laranja, o evangelho e os mandamentos do papa Jardim I, O profeta ( da desgraça ).

«No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Tudo foi feito por ele; e nada do que tem sido feito, foi feito sem ele. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.» João 1:1-4
Na RAM pós 1974, com o PSD-M e sucessivos GR´s, uma igreja nova e um evangelho novo foram criados. Para nós Católicos, seria uma igreja pagã, mas na Região, esta igreja, esta nova religião, conseguiu infiltrar-se e os seus princípios no povo da Madeira. É a religião da ganância, dos interesses, dos maus testemunhos..... e tem como seu "cristo" o dinheiro. Aliás, nesta igreja, "o que é de César e de deus, é do nosso deus ).

Uma das imagens representativas do deus e "cristo" desta religião

Utilizando tácticas, meios, formas típicas de uma célula cancerígena, ajudada na altura por quem dirigia o Bispado Católico do Funchal , afastou e susbtituiu as células boas, entranhando-se no povo Madeirense de forma exemplar. Esta religião, tal como a Igreja Católica, ungiu um papa ( de papar muito ), tem os seus próprios santos, cardeais, bispos, vigários, padres, diáconos, fiéis ( que também papam de acordo com a sua posição na hierarquia ) e claro, opositores. São os "anti-moedas", porque o "cristo" desta religião é o dinheiro. Esta igreja nunca quis ser do povo, para o povo, mas pretendeu ( e consegue durante quase 50 anos ) ser populista.
Não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã preocupar-se-à consigo mesmo. A cada dia basta o seu mal, Mateus 6.34
É mais difícil fazer parte desta igreja, de que um homem passar pelo buraco de uma agulha. Esta igreja não é para todos, apenas para os impuros de coração na nossa óptica e moral cristã. Porque como se vê e verá mais abaixo, é na impureza e na podridão que prospera e foi criada.
Tal como uma célula cancerígena, esta igreja espalhou-se, criou metástases na Região e nesta altura está paliativa e pretende deixar uma re(li)gião á beira da morte. Porque enquanto o organismo, a Região, ainda tiver células saudáveis, continuará esta re(li)gião a subsistir, até que morra ela e o organismo por onde se espalhou.

O evangelho de Jardim é ( e nesta altura cada vez mais ) o seu livro sacro.. Para nós Católicos e confessos de outras religiões, deveria ser declarado um livro impio e queimado em praça pública, dados os ensinamentos que preconiza, mas não pratica. È o evangelho do engano. Uma Guerra Santa devia ser travada contra ela, mas infelizmente, esta igreja conseguiu, também disseminar-se em locais potencialmente saudáveis da Região. Por isso, a maioria das vezes é combatida por células já enquistadas por esta igreja ou por outras de forma e conteúdos, muito ou quase iguais.
Os falsos profetas e os políticos agem conforme a regra: “quanto mais mentir, mais dinheiro aparece", Licínio Medeiros
Esta igreja devia ser estudada nas aulas de Teologia, porque, devia-se aprender pelos pecados ( para nós, não para eles ) que cometeu, comete e continuará a cometer até aos fins do tempo, a maldade que ensina e preconiza.  
Esta religião, quase conseguiu fundir-se com a RAM. Veja-se, para esta igreja, re(li)gião=igreja laranja. Só com uma Região  acobardada, amedrontada, esta re(li)gião prosperará, usando os ensinamentos do seu evangelho e mandamentos para manter aqueles desideratos.

Esta igreja, esta religião, possui um evangelho e também tem mandamentos. Não vou aqui falar nos evangelhos segundo Jardim, porque estes, normalmente de 4 em 4 anos são editados, nunca praticados e feitos com o propósito de engano.. Mas vou falar, nos seus mandamentos, que todos os seus fieis, sem excepção obedecem, em maior ou menor grau, conforme as conveniências de serviço.

Mas comecemos por historiar como apareceram os mandamentos desta igreja.  Foi assim, 
O profeta Jardim, depois ungido papa Jardim I, após um almoço bem regado, foi  obrigado pelo menos durante 3 dias ir ao retiro, devido a “movimentos intestinais aquosos ou pouco consistentes”, mas diz ele, sempre uniformes na côr ( laranja ) e cheiro.  Durante esse retiro, qual novo Moisés, teve um encontro com o seu deus, de onde saíram também mandamentos. Foram 3 dias a obrar, o que não está ao alcance de qualquer um, apenas de um profeta. E com estes mandamentos, criados em retiro, com o seu deus, o deus do interesse, o profeta Jardim, rapidamente e em força fez uma nova religião: a religião laranja ( já sabem o porquê do nome ).

Aliás Jardim ao fim daqueles 3 dias de retiro, saiu pálido e ia perdendo, porque diminuíram, (os) três faculdades: micção, ritmo cardíaco e acentuada diminuição de consciência.
Nada há de encoberto que não venha a ser descoberto, nem de oculto que não venha a ser revelado, Mateus 10,26
Os mandamentos segundo Jardim

1º mandamento – Amar o deus sobre todas as coisas
O deus desta igreja é o deus do interesse, da arrogância, da vingança, da intrujice, da astúcia velhaca, do servir-se a si próprio. Por isso servi-lo e amá-lo em todas as suas formas e contéudos ( inclusive em criptomoedas ).


2º mandamento – Usar sempre o seu nome, sempre que necessário.
Os fieis e acólitos desta igreja, desde a sua “catequese” ( termo tirado á Igreja Católica e outras ) , desde pequeninos são enformados, para praticarem o 1º mandamento e os demais, escrevendo e orando ao seu deus. Estes com a ajuda dada pelo papa, cardeais, bispos…… ajudam sempre, para serem servidos e servirem-se. Usam uma das suas formas ( por exemplo a moeda ) na obtenção dos seus fins. 

3º mandamento – Não guardar domingos e festas de guarda
Para esta  igreja e religião, existirá sempre festança qualquer que seja o dia em que a piedade, bondade, benevolência, juízo, acerto, generosidade, humanidade ….. não aconteçam. A barbaridade é o seu registo, é nele que se revêm. Na traição, em tudo e todos, para tudo e por tudo, desde que se sirvam em si e ara si ( os fieis desta igreja e hierarquia ).

4º mandamento – honrar, papa, cardeais, bispos e a “papisa” "esta é minha".
Para os mais novos desta igreja, estes devem olhar e seguir o exemplo dos mais velhos: o desrespeito, a mentira, a deslealdade, colocar o interesse da igreja e dos seus fieis acima de tudo. Para os mais velhos, honrar a moeda, a mentira, o despudor, o quem dá mais e oferece melhor, quaisquer que sejam as formas, contéudos das dádivas e genoridades
A estupidez é o combustível dos ditadores e dos falsos profetas!, Carlos Mascarenhas Pires.
5º mandamento – Matar, assassinar, lobotizar.
Manda esta igreja matar, assassinar, não fisicamente é certo, o carácter, a honradez, a retidão moral, a necessidade daqueles que não pertencem a esta religião. Quer através de grupos de pequenos mafiosos, esta igreja e religião, têm mafiosos, em vez de escuteiros como na Igreja Católica, como também de grupos de pressão ( para a nossa moral, os ordinários ), nas redes sociais, jornais, revistas, rádios, TV, ...... Existem aliás, ordinários, na comunicação social, afectos a esta igreja
Esta re(li)gião de tal forma se apossou ou quer apossar-se da Madeira, que utiliza aquilo que foi criado para apoio social: casas do povo, a segurança social, a saúde, cultura, educação, história, as finanças, grupos de agricultores, mesmo algumas IPSS´s ligadas à Igreja Católica ( como  já disse, esta também foi numa primeira fase ajuda e depois algo enquistada por estas células …malignas ) para fins próprios e dos seus fieis.

6º mandamento – às malvas a castidade
Esta igreja tem como principal lema “tudo ao monte e fé no nosso deus”. Por isso, é sempre uma orgia que se vê ali. Existe quem diga que nos seus templos, porque os têm, a pratica do deboche, do swiing, da violência doméstica, do uso de substâncias psicotrópicas é a nova “moralidade” que pretendem impor. Jogos de dinheiro, com e sem malas, ou à vista, são vulgares nos seus templos e a troca de favores é sempre feita com um bom charuto e um bom whiskey. Vamos a eito, a tudo e todas, é o preconizado.
A arrogância precede a ruína, e o espírito altivo, a queda, provérbios 16,18
7º mandamento – Roubar
Desde a catequese que é implementado, enquistado nas mentes, primeiro débeis e depois mais experientes, este princípio. Que é sempre aplicado com fervor e sem favor. Uns aos outros, na igreja e a todos, fora dela.

8º mandamento – levantar falsos testemunhos
Uma das formas que usam sempre, contra todos aqueles que não pertencem a esta igreja. Desmoralizar o seu ( próximo e não próximo ), não ter, nem dar misericórdia. Porque esta igreja, também gosta de morder a sua própria cauda. Os seus fieis, bispos, cardeais e papa, são muitas vezes chacinados, pelos seus próprios, de acordo com o deus dos interesses. Recentemente até o papa Jardim I, o profeta, foi obrigado, exonerado em conclave, sendo susbituído por Miguel I, o presunçoso, traiçoeiramente. Mas voltou, passados uns anos, em esplendor e glória, porque, Miguel I, quase a implodia.

9º mandamento – cobiçar a mulher ( e também o homem ) do próximo
Seja no interior desta igreja, onde muitos e muitas passam de mão em mão, de lugar em lugar e de posição em posição, também esta re(li)gião pretende o mesmo para o resto da região. Nesta igreja, como não existe noção de família, apenas de conjunto de interesses, para eles tudo é possível e todo(a)s deverão estar disponíveis. Para o que der e vier.

10º mandamento – cobiçar as coisas alheias
Para esta igreja, tudo é cobiçado e tudo é comprado. O “ter” está acima do “ser”. O único sacrifício que fazem, é a sofreguidão pela espera de terem aquilo que pretendem. Deles ou dos daqueles que não pertencem a esta igreja. O ter mais, o ter melhor, o ter arrancado, o ter assassinado, o ter mantido, o ter obliterado a existência e a subsistência dos seus próximos e não próximos é a razão de ser desta igreja e dos seus fieis.


Também esta igreja teve cismas: O seu papa ( para muitos o seu padrinho ) Jardim I, O profeta, foi substituído pelo anti-papa Miguel I, O presunçoso ( para outros o traiçoeiro ), mas este cisma foi resolvido recentemente. Um, transformou-se em papa “maléfico benemérito”, Jardim I e o outro em padrinho Miguel I. Os seus cardeais e bispos, Dantas, Fernandes, Calado, Sousas, Farinhas Ramos, Rodrigues……… mantêm-se, sendo ajudados por uma miríade de diáconos e acólitos, como são os Merlins, Sousa, Franciscos, Rodrigues, Joãos. Paulos, Ritas, Helenas, Rubinas, Lígias, Eduardos …….
O rico comete uma injustiça e ainda se mostra altivo; o pobre é injustiçado e ainda precisa de se desculpar, Eclesiástico 13,3
O bispo Carlos Rodrigues, O insultuoso.
Assim não é por acaso que um bispo daquela Igreja, de seu nome Carlos Rodrigues O insultuoso, tenha escrito sobre o padre Católico Martins Júnior, na sua página pessoal do Facebook, sobre perdão. misericórdia, desculpas e os comentários postulados por diáconos, acólitos e fieis, juntos naquele escrito. O bispo Carlos, diz-se Católico, mas isso é apenas para enganar o povo da Região, que continua a ser maiorotariamete católico. Apenas aplica um dos mandamentos de Jardim I, o Profeta: criar confusão, deturpar, dissimular....

O bispo Carlos, não fez mais do que seguir os mandamentos da sua igreja. Não existe misericórdia, nem perdão para todos aqueles que foram, são e serão contra a sua igreja. Bispo Carlos, diz-se católico, mas pratica os mandamantos da sua igreja. Diz estar á espera de um pedido de desculpas "por actos e palvras " praticados pelo Padre Martins Júnior, mas como bom fiel da igreja laranja, esquece-se das palavras, dos atos, das praticas, dos insultos, das mentiras, das ameaças fisícas e não só, .... que os sucessivos papas, cardeais e bispos da sua igreja cometeram e cometem. O bispo Carlos, esquece-se da máxima de Delfos "conhece-te a ti próprio", porque sempre religiosamente observa os mandamantos da sua igreja, a que se acrescenta mais um: sejam sempre uns sem vergonha.
Cuidado com os falsos profetas que se apresentam a vocês disfarçados de ovelhas e que na verdade não passam de lobos roubadores . Pelos seus frutos vocês poderão reconhecê-los. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?, Mt 7 15-16, Jesus Cristo
Porque ao bispo Carlos, também aconteceu um milagre e daí a sua máxima devoção a esta igreja: o milagre da multiplicação das idiotices. 

Pela foto, tirada ao “Funchal Notícias”, vê-se o bispo Carlos a perorar em extâse, num dos templos desta igreja, por certo no museu do Vinho, no instituto do Vinho Madeira, ou numa taberna próxima. Para este bispo, o milagre da multiplicação do vinho, deve ser sempre realizado, antes de fazer uma “homilia”. Para muito dos pastores desta igreja, só assim conseguem a devoção, o instinto e sabedoria para fazerem uma homilia ou perorarem aos seus fiéis. Vejam aqueles lábios, já arqueados, quase a quererem sair da boca. Nesta altura da "missa" o bispo Carlos está já em êxtase, transfigurado, porque nesta igreja os excessos ( em vinho e comida e ,,,, fique-mo-nos por aqui ) são sempre apreciados.

OBS
1) Estou desejoso por ver o que sai da convenção ou Estados Gerais do PS.M sobre a saúde. Para já, o lamento de nenhum gestor ou administrador hospitalar tenha sido convidado, porque já sabemos o que fazem médicos na gestão hospitalar da Madeira, padeiras na administração do SESARAM e de novo um médico na Saúde. Não estou contra os médicos, note-se, estou contra é "mais do mesmo". E para já.......

2) Mas uma dúvida mantenho, se Pedro Freitas vai apresentar o programa eleitoral do PS-M para a saúde, para quê estes Estados Gerais ? Não deveria ser o contrário, recolher opiniões e fazer o programa ? Portanto, sim, parece ser....  omesmo dos demais.

Medida 3 do meu programa de governo ( continuação ).
1) Reduzir em pelo menos 40% direcções, institutos, sociedades e tudo o resto dependente do GR ou com participação do GR.
2) Reduzir directores, chefias, presidentes..... em pelo menos 50% no GR.
3) Criação de um governo com o seguinte organograma
    3.1 Presidência
    3.2 Secretaria Regional de Finanças
    3.3 Secretaria Regional de Educação e Cultura
    3.4 Secretaria Regional de Economia, Turismo
    3.5 Secretaria Regional de Equipamentos, Transportes e Comunicações
    3.7 Secretaria Regional de Agricultura e Ambiente.
    3.8 Secretaria Regional da Saúde e Segurança Social
Um máximo de até 3 direções regionais por secretaria regional, nunca excedendo as 15. A Região é pequena e não é preciso mais. 

Os ganhos em poupança em salários, custos de funcionamento e outros, poderiam ser de até 30 a 35 % nos custos orçamentados em ordenados, custos de funcionamento de gabinetes, tornando o governo mais funcional e menos burocrático.

Em suma, devemos terminar com esta religião. Temos que conquistar o nosso paraíso na Madeira. André Rieu e Conquest of Paradise. 


Share on Google Plus

0 comentários:

Enviar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.