O ZOMBIE e outras histórias

Por mim, creio que estamos mortos há muito tempo: morremos no exato momento em que deixamos de ser úteis, Jean Paul Sartre
As poeiras já assentaram sobre o último congresso do PSD-M, em que Miguel de Albuquerque ( MA ) foi aplaudido, mas não consagrado, pelo PSD regional. Foi uma missa de corpo presente, porque todos sabiam, que seria o ultimo congresso dele, com aquele "fardo". Foi humilhante para o próprio MA, quando se apercebeu que os seus companheiros de “route”, lhe passaram também (quase) definitivamente, a certidão de “óbito” e logo com a bênção de fantasmas de tempos antigos. Foi desconsiderado. Transformou-se assim num zombie da politica regional e no PSD-M.. E ninguém negoceia ou vota em zombies, senão outros zombies.

Uma certidão de óbito “sui generis” diga-se. À (?) falta de proto-candidatos à sua sucessão, MA tendo sido eleito em eleições directas tipo “estalinistas, maoistas, maduristas, …” pelas bases, foi chorado vivamente, num “requiem” realizado e montado, no Centro de Congressos da Madeira. Tal como com Oliveira Salazar (*), a MA ainda se lhe presta vassalagem, mas sabe(rá) ele e todos que o rodeiam, que já não vale, nem se presta a nada, excepto tristes figuras.

Perceba-se, o PSD-M é um vírus. Alastrou-se, comeu tudo e todos, tirou a força e a fibra a um povo,. Como um eucalipto, secou tudo á sua volta e sobrevive, sugando a energia vital a quem lhe toca. Como já não tem mais para onde "secar",  naturalmente, agora vai autofagiar-se, começando a comer-se a si próprio. É uma cobra, que começa a morder a sua própria cauda.

AJJ voltou em força (???). É um fungo, sabe que o seu tempo de incubação serão de 6-9 meses  e vai tentar criar, não uma epidemia, mas uma pandemia na RAM, onde vai valer-se de tudo e todos para continuar envirusado no e com o PSD-M, na Região, acompanhado pela brigada do reumático,  melhor esquelética,  que o sempre rodeou. Nesta osmose, este fungo começa alimentar-se dos seus. E MA é uma das suas primeiras vitimas.

O que não se percebe é porque MA se presta a fazer este papel, no filme de terror que é o PSD-M actual. A minha explicação é de que 1) ou MA ainda, num ultimo fôlego, acredita que possa ser o salvador do virus PSD-M; 2 ) ou MA deixou-se conduzir a este papel, de zombie, em troca de uma futura gaiola dourada; 3) ou ainda, MA está mesmo OFF, autista, suicida e quer levar a sua cruz até ao fim. O problema, é que não tem uma cruz, mas sim um grande alvo nas costas. É o que acontece aos zombies nos filmes.

É triste ver um homem cair assim, mais triste é quando se vê este homem cair sozinho. Nem uma mão amiga ou caridosa teve ou tem. Aqueles que o endeusaram, fugiram. Nada querem ter com ele. Veja-se, o discurso do PSD-M e do governo regional actual, é omisso a qualquer boa prestação ao Presidente que chefia (?) ambos. Mesmos os vivas que ainda, muito pouco, se ouvem, cheiram a falsete e são em "soltto voce". Nada, zero. O homem está morto, salve-se o PSD-M e não se fale muito no cadáver.. 

Ainda não se fala em alternativas, porque ninguém quer estar associado, primeiro a este defunto, depois a uma derrota e finalmente ninguém sabe, se o PSD-M irá fazer uma travessia do deserto tão grande como a do PSD Açores. Está escrito nas estrelas. Finita est; it´s over: ist fertig: est fini..... Não existem sondagens que resistam a este descalabro e os estudos pós-congresso confirmam. Excepto se mesmo muita asneira, se fizer sentir e cheirar, lá pelas bandas do PS de Cafôfo. Por isso, nada como Cafôfo também fazer-se de morto. Já o faz, afinal. E bem, acrescente-se.

Coisas da vida, este paradoxo do morto. Miguel Albuquerque "morto", a fazer os possíveis e impossíveis para regressar à vida, para tentar vencer. Cafôfo "morto", a fazer os possíveis e impossíveis para vencer, não se mexendo, não piscando muito os olhos, nem respirando muito, excepto quando vem uma ajuda do Continente.

Se por acaso, hipoteticamente, o PSD-M ganhar, vão todos dizer que foi APESAR DELE, MA, se o PSD-M perder, vão todos dizer que FOI POR CULPA DELE, MA. É uma armadilha e não há como escapar dela. Por isso estrebucha. Tenta e tenta e uma e outra vez. Vai ser assim até Setembro.

Temos portanto que MA é o zombie, o morto(para todos)-vivo (para ele e poucos) desta tragédia grega do PSD-M. Como zombie e na tal tentativa de regressar à vida, ainda tem a pretensão de ser o centro de atenções. E  dão-lha. E para que tal aconteça, serve-se de tudo. É um “zombie-man” e como “  the show must go on” aqui vão algumas das ultimas tiradas dele nesta  semana passada.

1)  “Não sou empregado de ninguém”. Disse isto em entrevista, esquecendo-se que é pago para ser empregado dos Madeirenses. Ou estava a falar para aqueles que o têm tido no bolso ? Já é tarde para voltar ao posto e será despedido, obviamente.

2) “A Madeira reconhecerá Guaidó como presidente da Venezuela”. Também numa entrevista: Bem, está com manias de grandeza e de estadista. A Madeira não reconhece ninguém, ponto. Quem o faz é a República Portuguesa, OK? E já agora, sim existem na Venezuela muitos zombies como MA e tal como ele e os seus, são carraças, são lapas.

3) “A Madeira quer e terá um representante na EU”. Mais outra na RTP. Lá está, confunde eurodeputados com representação. Percebe-se. .

4) Quando acusa Marcelo Rebelo de Sousa, de estar contra a Autonomia. Está sozinho, nota-se. Atirar-se ao "selfie man" ? Está louco ?

5) E aquela da bactéria nos hospital ? Que trapalhada. MA tem pretensões a médico. Aliás na Região, qualquer pessoa pode ser médico (ver abaixo). Mostrem-lhe um microfone, uma câmara ou uma máquina fotográfica e ele vai falar do uso do tijolo na concepção do circuito integrado.

(*) Oliveira Salazar julgava-se presidente do Conselho e os ministros ainda lhe iam pedir “conselhos” e visitar, quando na verdade era Marcelo Caetano que presidia. O PSD-M faz o mesmo a MA
Arrependo-me muitas vezes de ter falado, nunca de me ter calado, Publio Siro
Mas deixemos o defunto e olhemos para o seu vice, que tem alturas de estar muito calado. Demasiado. Existem algumas questões importantes, que precisam de ser respondidas. E deve ser Calado a respondê-las, porque .....com mortos não se fala. Não é ?

1) É verdade que continua a pagar, ou alguém por si, multas sobre actos de gestão ilegais que praticou na CMF ? Que pagou ( ele ou quem ? ) já sabemos. Então, quem nos garante que não pratica o mesmo no governo de que é Vice-Presidente ? Palavra de escuteiro ? Já foi.....

2) É verdade que os primeiros números, certo Janeiro ainda não está apurado, já demonstram desvios negativos de cerca 1(um) ponto percentual ao previsto no orçamento ?

3) É verdade que o empréstimo que a RAM necessita e os senhores tanto falaram, ainda não foi concedido? Se sim, onde está ? Se não, porquê ? Foram as chamadas forças de bloqueio, que tendem a bloqueá-lo? Tic-tac.tic-tac os juros continuam a cair e sem este empréstimo e com aquelas taxas, as possiveis não foi ?, digamos que o orçamento que apresentou, deixou de o ser.

4) É verdade que pretende ser o novo homem forte do PSD-M, aquele por quem passará, talvez, um acordo de governação, caso muito provável o PSD-M perca e o PS-M não atinja maioria absoluta?
Penso, Sr. Vice-Presidente, que começa a estar na altura de falar.

5) Por ultimo, é verdade que o seu percurso profissional foi Nova Rede ( asneira ? ) - CMF ( asneiras ) - AFA ( preparação ? ) - GR ( finalização ? e asneiras ? ) ? Já agora, aquela palavrinha "incompatibilidade" conhece-a ? Se faz favor, diga-nos, como se estivéssemos na "escolinha", como consegue e as entidades que dirige, trabalharem e adjudicarem trabalhos à empresa de onde veio ? E provavelmente para onde irá, ou outra do estranho universo onde se move e o GR ? A resposta normal, que o Sr. Vice-Presidente delega e não sabe não serve, sabe ?  Porque a Madeira é pequena e no mínimo vai ás cerimónias. Pois, a AFA não tem culpa, mas nós muito menos, entenda. Esperamos então ( sentados ? )

A desordem nas ordens

É preciso desconfiarmos dos engenheiros, as coisas começam pela máquina de costura e acabam na bomba atómica, Marcel Pagnoi
Pior é ter um mau médico do que estar enfermo, Francisco Quevedo
A secção Regional da Ordem dos Médicos e dos Engenheiros. nada faz e nada diz, sobre os contínuos dislates feitos pelo Governo Regional e organismos regionais, que sistematicamente violam deontologicamente as profissões que representam. Estão anestesiadas, estão amestradas,  tendo como única função, fazer uns torneios (de golfe é um must ), colocar a bandeira em algum evento internacional da área, recebendo ilustres. A situação que se vive na RAM, da retirada de idoneidade, pelos colégios das ordens nacionais a serviços de órgãos regionais, ambas nada dizem e fecham os olhos. O que é preciso são mesmo jantares e patuscadas.




Recentemente dois casos saltaram à vista de todos:

1) O primeiro, foi quando a Dra Tomásia, presidente do "CESARAM", diz publicamente, que ela e só ela é que decidia se um utente deveria ou não receber tratamento no continente. Grave, muito grave. Um atestado, este de incompetência, passado aos médicos regionais. A secção Regional nada disse. Calou e calaram-se todos os profissionais médicos da região, salvo poucas e honríssimas excepções. Portanto na RAM, até economistas praticam actos e decisões clínicas. E a responsabilidade é do ….. utente certo? Quando as coisas derem para o torto. Vou abrir consultório médico na Região. è preciso apenas ter os conhecimentos certos.

2)  O segundo caso, também evidencia-se, mas num outro plano. Tendo a RAM um organismo, que se intitula LREC-Laboratório Regional de Engenharia Civil, a secção regional da Ordem dos Engenheiros nada diz, quando empresas de construção civil, com o beneplácito do GR minorizam o seu papel, como se o LREC fosse prescindível, como é o caso, nesta altura. Veja-se este exemplo: possuindo a Tecnovia e a AFA laboratórios próprios de análise para produtos que usam, prescindindo de um organismo "independente e criado para tal", a pergunta que se coloca de imediato é esta; é o LREC, quem monitoriza aqueles laboratórios e calibra a respectiva instrumentação ? Quem o faz ? ou nada é monitorizado ? E se é assim, quem atesta a boa qualidade dos produtos analisados por aqueles laboratórios, que estas empresas usam nas obras públicas na Região ? 

E ninguém, lamentavelmente da Ordem a isto nada diz, É uma Ordem, para os Engenheiros de Obras Feitas do regime. Também aqui o vírus PSD-M chegou. E claro, não existe medicina que a salve, muito menos a de cima. Ou será que o LREC existe apenas para "jobs for the boys" ?

Este assunto terá desenvolvimentos noutro artigo. 

Economia: aquisição do barril de uísque de que não precisamos pelo preço da carne de vaca que não nos podemos dar ao luxo de comprar, Ambrose Bierce

Madeira Tecnopolo, Dantas(camente),
ou Caires(mente) gerida ?


O Madeira Tecnopolo está insolvente. Sobre o assunto o Governo Regional nada diz. E possivelmente nada dirá ou fará e deixará andar até ao desenlace final. Porque já tem uma Valley na ribeira, não precisa de um Tecnopolo no Funchal. Apresto-me então a dar um conselho para o aproveitamento daquelas infraestruturas, Da mesma forma que o GR com pompa e circunstância, converte os parques industriais em áreas pastoris ou para agricultura, transforme-se aquilo tudo, numa grande leitaria ou vacaria. Consta-se que ali, já se mamou muito e que muitos animais, moscas, vacas, ovelhas, porcos, borboletas … já passaram por lá. È o local certo, porque já tem uma experiência comulativa naquelas industrias e funções. Basta trocar os animais e rearranjar o espaço. 

Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.