O regime da RAM vota derrota ... eu cá votei Marcelo



Um voto é como uma espingarda. A sua utilidade depende do carácter do beneficiado, Teddy Roosevelt

Hoje domingo vota-se para a presidência da República. Mas eu já votei. 

Da Madeira, tarde e más horas, o cds-M lá se resignou a apoiar Marcelo. Uma derrota sem apelo nem agravo. Primeiro Lopes, depois Rodrigues e há 2 (dois) dias Barreto. Quiseram apoiar mediante condições e Marcelo nem lhes ligou. Muito bem diga-se, porque não se atende chantagistas.

No psd-M até ao dia de hoje, os seus “majors” nada disseram. Nem MA, nem Calado, nem os “opinion makers” de tudo e de todos, …. O silêncio é ensurdecedor. E mais uma vez, o jornalismo na Madeira não se interroga sobre isto. Deixa passar. Não pergunta. Não quer chatear. Não existem jornalistas ( na sua gande maioria, já o tinha dito aqui na Gnose) apenas jornaleiros.

Mas os sms´s , o boca a boca e o espirito santo de orelha andam por aí no psd-M (vejam a imagem de cima que me foi enviada do telemóvel de um dirigente). Para se votar Ventura, para não irem votar, para votarem em branco, sobretudo para Marcelo Rebelo de Sousa ser “derrotado” na Madeira por menor percentagem de votação ou demasiada abstenção.

Miguel Albuquerque vai ser derrotado mais uma vez. E já são 3 (três ) as derrotas dele e do psd-M, consecutivas. Porque MA vence, perdendo e porque Marcelo vai ganhar na Madeira e por mais que o psd-M vale actualmente, cerca de 35%. E bem mais do que obteve nas regionais. 

MA vai dizer que a abstenção ganhou, ou que o Madeirense nada quer saber destas eleições, menorizando-as. Para ele vencer é perder. Porque vai perder. E vai ficar AINDA mais isolado. Ninguém lhe liga, ninguém quer saber nada. Os votos dos sociais-democratas madeirenses valem ZERO. Outra grande derrota.


Eu até gostaria que Ana Gomes, também na Madeira ganhasse a Ventura. Não por ser a Ana Gomes, mas quem quer que seja que não Ventura, que ficasse em 2º lugar, para Albuquerque e o psd-M perdessem ainda mais, depois de ver isto, saber isto.

Eu votei Marcelo. Vou dizer porquê.

Marisa Matias: até é gira, andou na minha universidade, mas já está gasta. Está acomodada. Ficou burguesa. Isto de andar comer chocolates belgas, boa vida, acomoda sempre a gente. E Marisa que era uma incendiária, agora é uma bombeira. A honestidade intelectual está lá. Louvo-a por isso.

Vitorino Silva: é sempre engraçado vê-lo, eleição após eleição após eleição. Ele está mudado com melhor “discurso” político, mas perdeu a autenticidade e a espontaneidade. Ainda bem que Marques Mendes não dita leis, caso contrário não poderia concorrer por não falar francês e talvez usar os talheres. A democracia é isto e para todos.

Tiago Mayan: Pois, é liberal. E isso diz tudo: Nem carne, nem peixe. Uma no cravo, outra na ferradura. Mas tem ideias e isso já é uma boa ideia.

Ana Gomes: Ter uma histérica à presidência…é mau. Sobretudo alguém que repisa e repisa que também lutou contra a ditadura, tem uma vergastada na cara, …. o velho discurso socialista, do pessoal que nasceu nos anos 40/50/60, que todos eles, sobretudo os esquerdistas lutaram contra o fascismo. Só eu e os meus amigos tivemos o azar de não lutar contra a ditadura...mas termos ideias vagas dela. Um discurso de que todos estamos fartos. Como o de Ferro da AR que disse que "votar é ato de resistência contra o vírus".  E já agora, ela não quer ser presidente: quer é ser primeira-ministra. E onde foi buscar aquela ideia de usar Paulo Pedroso como mandatário ? Alguém que todos temos a impressão que fugiu do castigo merecido por .....Uma pena, porque foi ela que lutou, COM GUTERRES por Timor. Desejo-lhe o segundo lugar.

André Ventura: Se como comentador de futebol, uma coisa menor mas que chateia, já mentia, inventava, criava tensões entre adeptos dos principais clubes, chamando aos seus, os "No name boys" de santos num mar de brutos (  a juve leo e os dragões...), o que não seria como presidente ? Aliás o que está a ser como candidato. É um facilitista, um preguiçoso. Pega em ideias, de todos e usa-as como se fossem suas.  Usa a evidência que todos não querem, o nosso sistema político é fraco e os atores uma desgraça, como se fosse ideia suas. Mas que defende muito daquilo e todos nós defendemos ….isso defende. Esta república, com os moldes actuais tem de ser renovada. Mesmo, não como o regime "renovado" da Madeira.

Marcelo Rebelo de Sousa: não é por exclusão de partes que votei nele. Ele sabe o que faz e exige ao Governo. Se não fosse ele muitos secretários, ministros, políticas …..ainda estariam em funções e a serem executadas. Porque apoiar um governo é diferente de exigir ao governo. E nesta altura, mal de nós se tivessemos um Cavco em Belém a dar "cabo~" do governo. E se não fosse Marcelo, ou Costa estaria em autêntica roda livre ou já não existiria no governo de Portugal. Gostamos de optimistas, mas é sempre bom ter alguém que puxe à terra um governo. E Marcelo fá-lo.. Só não gosto dele porque deixa esta terra, a Madeira,  em roda livre, mas soube dizer a quem devia " que gostou muito da vida nocturna" da Madeira. Na mouche

Land of Hope and Dreams, Bruce Springsteen



Obs

A opinião que emito neste artigo, neste caso sobre um candidato, como em todos os artigos que escrevo para a GNOSE é unica e exclusivamente pessoal. Ponto.


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.