Contas de sumir ... falidos



A matemática não mente. Mente quem faz mau uso dela, Einstein 

Parece, parece digo eu, que a RAM tem como seu principal credor, numa dívida total de cerca 4 000 000 000 € ( 4 mil milhões de euros ) a fornecedores, números (des)GR,  o Estado Português ( cerca de 1 200 000 000 € ). Isto se o DN-M não estiver enganado. Depois, tem como principal credor privado o Santander, porque a RAM devia ao ex-Banif qualquer coisa como cerca de (até) 1 000 000 000 € ( mil milhões de euros ). E isto, REPITO, são números do (des)GR… 

Por outras palavras, o (des)GR diz que deve mais ou quase tanto a fornecedores, quanto o PIB da Região em 2018 (*) e quase do deste ano (se os números não forem forçosamente "martelados" ).

E isto devia deixar-nos todos um pouco intrigados. Por partes:

a) Estado Português, quem deve a quem?

Se a RAM deve 1 200 000 000 € "a Lisboa" , então durante este tempo todo, os grunhos, que mais ou menos mal acompanhados têm dito que é Lisboa que deve à RAM , têm …vamos lá escrever em boas palavras, têm dito grunhisses. E a estes grunhos menores, junto os da “casta superior”, aqueles que vegetam pela ALRM, como Jaime Ramos, Melim, Brício, Prada, Rodrigues ....os governantes, especialmente Albuquerque, Calado,….. os deputados do psd-M à AR, Sérgio, Madruga, Paulo, ... e claro, os homens do flic-flac à retaguarda do cds-M, É que este "pessoal" grita até à exaustão que Lisboa deve à Madeira, mas nas contas de "excel" de Calado, já não deve existir forma de "tapar o sol com uma peneira". 

Uma palavra só: M E N T I R O S O S 

b) Santander

Ora se 1 000 000 000 € são do Santander, porque este ultimo “comprou” o Banif, quer dizer que este banco (o Banif), que todos diziam "regional" (ehehehehehe), quando precisou de dinheiro para pagar aos seus depositantes, não pôde ir buscar ao (des)GR. Logo, indirectamente pode-se dizer, que o (des)GR também ajudou à ruptura do BANIF ( e também aqueles que andavam por lá a “dar” dinheiro a quem não deviam ). Por isso é uma boa ocasião para estes depositantes perguntem ao (des)GR, não a Lisboa, pelo seu dinheiro....inclusive também alguns luso-descendentes-falantes-de-mau.português-que-nunca-souberam-o-que-era-o-banif-excepto-para-dizer-que-a-culpa-era-de-Lisboa-e-o-resto.

Todas as artes só produziram maravilhas: a arte de governar só produziu monstros, Louis Saint-Just

c) Valores

Se a 31 de Outubro a divida a fornecedores era de 4 000 000 000 € (cerca de 400 000 000 € milhões por mês em média ), no final do ano seria, atentem , não SERÁ, mas SERIA, de 4 800 000 000 €, que estaria próximo do PIB em 2018, que para Pedro Calado foi de 4 890 000 000 € e da dívida que Pedro Calado dizia ter a RAM em 2019, de 5 100 000 000 €

4 000 000 000 € dívidas a fornecedores em 31 Outubro 2020

4 800 000 000 € dívidas a fornecedores em 31 Dezembro 2020 ( 400 000 000 €/mês )

(*) 4 890 000 000 € PIB regional em 2018

5 100 000 000 € de dívida regional em finais de 2019

Ora aos 4 800 000 000 € de dívida aos fornecedores, temos que juntar uns “pozinhos” ás custas das facturas que vão entrar “à última”, mais as dívidas não pagas que se acumularam, mais os juros, mais as novas que parecem querem contrair para obras ( porque quero, posso e mando ) ….. e vou dar de barato que do total dos empréstimos contraídos ( cerca de 850 000 000 € ) apenas metade será para pagar fornecedores e o resto, como “dizem” é para apoios, logo aumenta a dívida a ...fornecedores.

Temos então que facilmente poderemos  encontrar um número próximo dos 5 500 000 000 € de divida para fornecedores em 31 Dezembro 2020,  porque "só" 425 000 000 € vêm dos empréstimos (que não vão pagar fornecedores, mas vamos acreditar que no que eles dizem.... pagar "apoios" sociais )

E isto diz tudo. A RAM, números do (des)GR, tem uma divida total expectável em 31 de Dezembro de 2020 de cerca 10 700 000 000 € ( dívida antiga não abatida + fornecedores ).

É obra. A valores de 2019, a RAM bem pode trabalhar 2,5 anos para pagar o que deve (sem comer, sem ....). GANDA (des)GR

E a procissão ainda vai no adro….porque agora alguém vai ter de pagar os milhões entregues indevidamente às empresas do CINM. A minha opinião é que esses pagamentos deviam ser salomónicos, metade o (des)GR e a outra metade as empresas, mas ..... acho que isto vai parecer como a história do IPO / Madisnp na Madeira: O tribunal exige, o (des)GR nada faz, nada paga e os juros vão aumentando....

Ganham-se melhor as guerras pelo estratagema; mas ao povo governa-se melhor pela franqueza, Textos Taoístas

O Lobo Marinho

Quando uma "mulher" do (des)GR vem dizer que no contrato de concessão da linha Funchal-Porto Santo, a fretagem de um ferry, para substituir o navio do armador que a ganhou a concessão e é pago por isso, que está em reparações/avariado, esses custos são do (des)GR ...está tudo dito em relação ao que é a prática da desgraça do sentido de estado deste (des)GR. Confesso que não percebo a lógica de o armador pagar as 50 viagens por dia no avião, mas não colocar um ferry a suas expensas

Só a mim e a outros 220 000 madeirenses é que tivemos o azar de não ter um padrinho destes, o (des)GR.

 Nascer pobre é o destino, mas casar pobre é burrice, diz o povo. Os monopolistas deste regime, na sua maioria nasceram pobres e estão a casar muito ricos. Não é burrice, é esperteza saloia, á vista e são negócios trapalhões em demasia e sem serem questionados. Este é apenas mais um...por isso os Sousas entram naturalmente nas 500 maiores. 

As 500 maiores

Dizem que as "grandes empresas da Madeira" são mais resilientes que as continentais a esta crise, Pois, eu gostava de saber onde estão e o que são as 500 maiores da RAM . Por outro lado, se eu tivesse uma empresa associada  ao (des)GR ....DÁÁÁÁÀÁÁ...também era resiliente.

O governo dos tolos é sempre mais infesto aos povos que o dos velhacos, Marquês de Maricá

A cidra

O presidente da Câmara de Santana, bem pode juntar-se ao seu líder na Economia, Rui Barrete (mesmo). É que um e outro percebe-se, pescam nada ( o Teófilo agora está numa de congelado) de economia. Sua Excelência parece que ficou espantado por não existir produção de maçã regional suficiente para se fazer cidra. Logo a solução é ...produzir menos. Eu chamo a atenção do xôr presidente, já agora, que a carne que ele come vem de fora, muito do peixe ( ele deve estar agora numa de comer espada congelado ), muita da fruta, ...... ahhhhh, ia-me esquecendo, só água regional entra ( na produção da Coral, da Brisa maracujá,.... ). O "xor" presidente deve andar magrinho e deve querer pagar a "coralzita" a uns 10 €/garrafa (ou outros pagarem ) porque a 1€ só em quantidade. 

Percebe-se que para estes tontos que nos governam, que as coisas têm de ser como têm de ser, porque têm de ser e também porque existem 500 MAAIIIOOOORRREEEEESSSSSS tão resilientes ....... nesta crise. Porque afinal lá está o (des)GR a pagar para elas e é por isso também que a RAM é só a REGIÃO DA EUROPA COM MAIOR DÍVIDA UNITÁRIA E PER CÁPITA.

Porque todos temos dieito a um, 

Mariah Carey - All I Want for Christmas Is You


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.