O regresso dos "looney do system"




O sábio pode mudar de opinião. O imbecil nunca, Kant
Foi-se a silly season, regressam os “looney do system”. E regressam em grande. De peito feito e “boutades” na ponta da língua. Elas, as asneiras e eles, os "looney", estavam confinados há demasiado tempo e soltaram-se esta semana

Ramos junior a 03/09/2020 desconfia, não acredita do que Eduardo Jesus diz em 31/08/2020. Tem razão.Nninguém confia num Sec. Reg. de turismo virtual que se arma em "cágado". Jaime Filipe mantém o registo do regime.  O peditório e os culpados são os outros. UK não fez o que Jaime Filipe pretendia, fechar os corredores aéreos a Portugal para MA pedir mais dinheiro a Lisboa, mas a Escócia e Gales fizeram-no. Bolas.... MA vai pedir menos dinheiro e não pode arranjar mais desculpas. Afinal daqueles aeroportos aviões não chegam.

Jaime Filipe diz que “Lisboa tem de compensar a Madeira” caso o país fosse excluído do corredor aéreo britânico. O discurso costumeiro do regime. De esmola, falhado, incapaz, ignorante, palerma. O regime nada sabe fazer e nada irá fazer para combater os números desastrosos do sector turístico na Madeira. OS PIORES DO PAÍS, AÇORES INCLUÍDO.

Não dá para esconder mais. Por culpa exclusiva do GR, o turismo da Madeira não existe este ano e provavelmente no próximo. O sector turístico na Madeira estava em queda há anos, sobrevivendo com preços(ordenados) baixos, perdendo para outros destinos com melhor qualidade, mesmo ilhéus, como os Açores. O GR numa política autista de “pretensa segurança” a todo o custo e sem pensar em alternativas, não percebeu que tinha na Madeira o local ideal, o destino ideal para quem queira fazer turismo num local seguro por natureza e bonito (de) tradição, com peculiaridades que todos conhecem e gostam: a laurissilva, o vinho madeira, o bordado madeira, os caminhos pela natureza, entre outros.
Nada no mundo é mais perigoso que a ignorância sincera e a estupidez absoluta, Martin Luther King
Campanhas estúpidas usando “bloggers” avulso ( esse é o público alvo ? )  e transformando o destino Madeira de “pérola” do Atlântico para “tropical” do Atlântico não iludiu ninguém, pelo contrário. Os homens do GR não assistiram âs aulas de geografia na escola e não fazem ideia nenhuma sobre a tradição histórica do turismo na Madeira. Tradição que já era, porque ignorada. 

Em vez de um destino de elite, transformaram a Madeira numa terra sem elites e sem destino. Apenas vegetam e vicejam por aqui os "looney" dos sem costumes. 

A Madeira nunca foi de massas, mas de nichos e estes "looney" nunca perceberão isso. A Laurissilva é abastardada, ignorada, a troco de palmeiras bichadas. Uma troca desastrosa que mostra a real nulidade desta gente.

E não podem ser assacadas desculpas à TAP, EasyJet, …. aeroporto… Lisboa, Covid, …. porque outros destinos, mesmo portugueses, estão a mostrar, existe “vida para além da Covid”. Muito mais para nichos de mercado. 

A Madeira fechou-se ao mundo, mostrou a todos não ser destino seguro, por causa do GR. Uma contradição e estas contradições pagam-se caro. Resta agora à Segurança Social PORTUGUESA, não da Madeira,  pagar o desemprego, os "lay-offs" pifios. Todos vamos pagar pela estupidez, burrice e incapacidade natural dos governantes regionais.
O GR como sabe que PORTUGAL está lá para pagar, permite-se fazer isto. Mas os desvarios do costume, pagar os favores do costume, continuam. E as mentiras. Ainda este ano vamos ver o GR pagar o "prejuízo" do Lobo Marinho", como as obras inúteis de betão de uma região sem dinheiro. E dar á AFA subsidios por perdas nos hoteis. 

Eduardo Jesus ( EJ ) é o “caga-milhões” do GR quando insinua no DN-M, um “entendimento” entre o GR e o inglês no que diz respeito à situação pandémica que vivemos, nos corredores aéreos de UK. EJ acha-se ministro, fala em “reforço de comunicação com o governo inglês”, quando apenas envia 2 (duas ) cartas para a embaixada ( uma respondida ), fala com “ajudantes” da embaixada ( o encarregado de negócios, ... )…..e mal. São as tais diligências diplomáticas de que MA  fala.

Palavras vãs de alguém que nunca percebeu o que é ser, primeiro governante e depois gestor da principal e única pasta regional que gera mais valias à RAM. No consulado de EJ, o turismo pouco produziu, nada gerou e a culpa não foi só da covid, porque o mal vem de trás. Não se pode dizer que EJ seja um erro de casting, porque todo o GR é um erro de casting. Mas que EJ defende que a Madeira pode perder dinheiro, defende. Que as pessoas podem estar em casa sem nada fazer, defende. 

Vamos ser directos. Por mais que o GR esconda, os hotéis na Madeira estão no mercado à venda começando pelos das empresas do regime, a AFA por exemplo. Que não geram empregos, mas lays-off´s, ordenados baixos e sempre contaram com o GR nos subsidíos, isenções de taxas, formações, ....  Uma questão de timing e de preço certo para serem vendidos. A infelicidade disto, é que ninguém quer comprar hotéis na Madeira, mesmo ao preço da “uva mijona” porque ninguém tem confiança neste GR. Quem pode e tem fundos, sabe que o GR da Madeira está isolado do país e no país. Também da Europa.  E isso paga-se caro. Porque nenhum investidor vai para a Madeira sem ter garantias de equidade e retorno de investimento, excepto se este for assegurado pelos dinheiros do GR, como sucede nos "investimentos" dos monopolistas do regime. 
A parte que ignoramos, é muito maior que tudo o que sabemos, Platão
O que não impede outros “pífios” do psd-M, como Brício Araújo defenderem que existe um “forte investimento” do GR na promoção do turismo. Brício Araújo não sabe o que é promoção do turismo, porque naquela cabeça redonda, promoção é fazer a Festa da Flor e do Vinho. Não passou nenhum anúncio da Madeira nos canais ingleses mais vistos, nem nas publicações mais lidas ( apenas poucas e nas técnicas, artigos pagos em cadernos menores e os prémios pagos de best off..) Tal como noutros países chave, nomeadamente Alemanha, França, Espanha, .....Promoção. NADA. 

O que passou foram esparsas publicações em revistas de especialidade e em alguns canais internacionais, mas do turismo de PORTUGAL, não do turismo da Madeira, com imagens desta nossa ilha. Isto é a "promoção" de Brício.

Brício Araújo é conhecido por ser o deputado dos discursos infundados, irresponsáveis e incoerente, como o são as declarações que faz. É um ígnaro. O normal da anormalidade que é o psd-M, este GR  e este regime.

Por isso normal a escrita incoerente, infundada, impagável, irrepetível, assutadora do deputado Bruno Melim no DN-M. Pseudo filosofia de algibeira barata. 

Bruno deve ter escrito aquele tratado de "alarvidades" por certo numa altura má. Porque aquilo saiu sem nexo. Mas no meio daquilo tudo, Bruno num rasgo de honestidade diz: “o fundamental nos próximos anos é desenvolver as pessoas….”. porque Bruno Melim sabe do que fala. Nunca foi desenvolvido. Apenas "ungido".

Melim é honesto.....sabe que é preciso desenvolver pessoas. Afinal, nota-se por demais, o estádio de desenvolvimento natural actual de Eduardo, Ramos, Brício, Melim....entre outros. O da ignorância pura e dura.

Bugs Rules



Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.