Bikewatt


A Holanda é tida pelos países concorrentes como um local onde se instalam empresas para fugir aos impostos, o que é redutor da realidade e que a expressão "candeia que vai à frente alumia duas vezes" ajuda a decifrar.

Nem sempre os impostos são mais baixos mas são de certeza negociáveis porque o fisco holandês procura um equilíbrio para a satisfação de todos. Com certeza que não encontra esta postura em Portugal onde se mata e impõe para arrecadar imposto de forma cega sem compreender a conjuntura. Como é que alguém, empresário ou popular, não se deixa seduzir por este comportamento? André Rieu é fruto do fisco holandês, um investimento mal sucedido ia deitando a carreira a perder e foi o fisco holandês que lhe deu a mão. é o que se vê, um ícone da Holanda e do mundo.

É importante ter contribuintes que entrem no jogo e não lutem para obter vantagens nalguma brecha do sistema. Se o contribuinte se sentir respeitado e souber que não o matam cegamente, o sistema ganha a amizade dos contribuintes. É por isso que existe um seguro ao investimento na Holanda e, naturalmente, o investimento no país e, fora dele, mas com sede na Holanda, cresce.

Se há muito que aprender com o fisco holandês, agora o novo ensinamento vem das energias renováveis ou alternativas. Os comboios na Holanda funcionam a 100% com energia eólica, dá para perceber a vantagem competitiva e o que o principal custo (reduzido) pode fazer pelas pessoas? Tudo isto é possível aumentando a rentabilidade e viabilidade das empresas associadas aos caminhos de ferro. Agora imagine que depois dos impostos que zelam pelo investimento passam a oferecer energia barata ou a custo zero a quem se mudar para aquele país. "Candeia que vai à frente alumia duas vezes", a Holanda percebeu que as energias renováveis ou alternativas não são um fardo e está na linha da frente dos países que o entenderam e que vão vencer, ao mesmo tempo que mostram o caminho para um melhor ambiente sem prevaricar. Os Estados Unidos e Trump deveriam se envergonhar mas como só olham para o "seu mundo" ...

Alguns leram recentemente que o estado holandês vai agora premiar, em sede de IRS ou através dos vencimentos, quem se desloca de bicicleta. Ora, andar de bicicleta está tão entranhado naquele país que nem era necessário mas, feitas as contas, para convencer aqueles que têm que percorrer entre 12 a 14km/ dia para ir para o trabalho, ou até mais, a aderir também, criaram um sistema para todos, quem mais anda de bicicleta mais beneficia. E desta ideia nasceu outra. Agora vem a fase dois, estabelecido o sistema que premeia vem o que pede, de livre vontade. Sem alterar nenhuma rotina do quotidiano, o país vai conquistar mais um filão na energia, não me admiraria se algum dia o estado holandês fornecesse energia gratuita a todos, em vez de explorar através de alguns espertalhões aumentaria ainda mais a produtividade do país, ora vejam o vídeo ...


Créditos: vídeo Tecmundo.
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.