A insustentável leveza de ser-se ... Pedro Calado


Os sábios não dizem o que sabem, os tolos não sabem o que dizem, Provérbio oriental

As mentiras, admissões e verdades incómodas, por Pedro Calado

Confesso que estava à espera que Pedro Calado nas páginas do DN-M, escrevesse a parte II do seu artigo, Tempos de Mudança (17 Fevereiro 2019). Na altura, aqui na Gnose,  (Uma saloiada de Pedros) falei sobre esse assunto. E estava preparado para ler mais ....saloiadas.

Mas Pedro Calado, “cortou-me as voltas”. E apareceu no DN-M, com um novo artigo: Insustentável leveza a 17 De Março.

Dizem-me que Pedro Calado anda nervoso.  Não só nervoso, como também mal educado (veja-se o que se passou no Rally de S. Vicente). Naturalmente. Ver o TC chumbar o empréstimo que ele tanto apregoou; ver o seu Sec. Saúde asneirar; ver-se a si e MA acusados julgados e setenciados de práticas ilegais na CMF (900 000 €);  ver-se a si assinar sucessivas portarias ilegais (veja-se a 97/2019); ver Patrícia Dantas arguida num caso de desvio de fundos comunitários; perceber que outros membros do GR também podem brevemente ter que explicar situações confusas e potencialmente caírem nas mãos da Justiça, leva qualquer um a ficar incomodado. Nem Xanax lhe poderá valer, porque os suores frios e o medo de, há que dizê-lo abertamente, poder também ficar arguido, e caso não se escude na capa de deputado ter que prestar declarações, pode ser real. Bastante mesmo.

Penso, no entanto, que Pedro Calado, lá no fundo, tem um pingo de … moral e de consciência. Talvez, então, esteja nervoso pelo que escreveu. Porque a consciência e a moral ainda lhe pesam. E o que escreveu, foi um conjunto de mentiras, admissões e verdades incómodas. Alguns apontamentos que me chamaram mais atenção (a itálico o que PC escreveu )
O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons, Martin Luther King
Mentiras

1)  “A nossa Ilha há 40 anos atrás era subdesenvolvida. Hoje, uma das regiões ultraperiféricas mais evoluídas …..”;
PC não conhece a História da Madeira e do seu País. Há 40 anos atrás, 90% de Portugal era subdesenvolvido,  o interior Norte, Centro, Sul e mesmo faixas do litoral. A miséria aqui, na RAM, era como lá. Muitos, a viverem muito mal, outros assim-assim e poucos a elite, muitíssimo bem. E PC reconhece isto hoje ?

Mas ao afirmar que a Madeira é uma das regiões mais evoluídas, PC mostra que a Geografia não é o seu forte, como também a Economia e já agora a Estatística. Recorde-se apenas um dado:  a Taxa de pobreza atual da Região, situa-se nuns honrosos 27%. É uma proeza, é obra feita para PC. É para PC,  a chamada, evolução regressiva. Que existe muito na Madeira.

2) “Graças à elevada defesa dos interesses de todos os madeirenses, hoje exportamos conhecimento e tecnologia …….”;
Só se PC se estiver a referir a tecnologia e conhecimentos de como governar naquela zona cinzenta entre o que é legal e o que é o ilegal. De resto, diga um, apenas um exemplo de exportação de tecnologia. E por amor de Deus, não fale em tecnologias e dos conhecimentos !!! de Ribeiras Valley e quejandos. 

3) “Hoje temos orgulho …… reduzido em mais de mil milhões a nossa dívida pública…..
Descarada mentira. PC e os seus ”boys” apresentaram há pouco tempo para 2019, um OR.  E PC deveria saber, que também nós sabemos fazer contas. E as nossas são as antigas, as que na "prova dos nove" o resto é zero. Sem "martelices". Das intelectualmente honestas e  sabemos que a estrutura financeira de um Governo, vale pela soma das suas partes (inclui-se aqui as subsídio-dependentes visíveis e …. Invisíveis). PC e “muchachos” fazem …. engenharia financeira (algo que PC pode exportar para a Venezuela….). Ora segundo este orçamento, a divida real da Região aumentou entre 0,3% a 0,5%, comparativamente à indicada há 4 anos atrás. O que aconteceu foi simplesmente isto: tal como o GR na sua prática ilegal, cria uma série de portarias para passar encargos para despesas futuras (o último que feche a porta ), também faz a passagem de divida para entidades não diretamente na esfera do GR, mas sim indiretamente (como são, por exemplo as sociedades de desenvolvimento).
Quando os homens são puros, as leis são desnecessárias; quando são corruptos, as leis são inúteis, Thomas Jefferson
Admissões


1) “Estamos num tempo novo. De grande evolução e mutação, onde não há tempo para parar, para refletir, para ensinar, para dialogar….”
PC não pensa ( porque se o fizesse não mentia ),  não reflete ( porque se assim fosse, não escreveria este artigo ), nem sequer dialoga ( só solilóquios ). E ensinar ? aqui discordo de PC, porque ele ensina muito, mas não o devido. È um exemplo desse ensino: como conseguir tudo, sem esforço, sem profissionalismo, sem lealdade, sem respeito….
2) “….por Lisboa, ……onde existe sempre uma ligação familiar ou tentacular a um qualquer posto de trabalho público para um primo, uma namorada, um amigo ou um filho, que mesmo sem nada terem feito ….”
Lá está, PC de novo, não sabe, nem pensa o que escreve. Não está cego, note-se, mas insano. Completamente. Quantos são na Madeira, quantos são ?

3) “…O betão na Madeira desenvolveu todos os Concelhos…..”
Como é que PC diz isto, sem pudor ? Aqui está a defesa pura e dura da politica de betão praticada na Madeira, com tão maus resultados, por um ex-empregado da AFA. Mais uma confissão, mais uma admissão. Se conhecesse a Região que governa, saberia que o betão nada criou. O betão criou artificialmente empregos, bem estar, riqueza curta, mas ……. não criou sustentabilidade financeira, recursos próprios, empregos,... a médio e longo prazos. Uma admissão da falha deste e anteriores GR ? (PC no Linkdin  ainda vem como assessor da AFA. Não vice do GR, mas assessor). Verdade ou consequência ?

Verdades Incómodas

1) “…O betão na Madeira ….. Tirou os miúdos da fome e fez com que comessem três refeições por dia…..”

PC estendeu-se ao comprido. No seu artigo do dia 17 Fevereiro, PC foi indelicado para MA. Agora desmente AJJ e MA. Afinal, havia(existe) fome na Madeira. Mas PC também é indelicado para todos os Pais da Madeira. Parece não saber o que é ser Pai/Mãe Porque se o soubesse, saberia que qualquer Pai/Mãe, muito antes de o seu filho passar fome, passariam eles. E se há filhos com fome como admite, também existiram(existem) pais com fome. E muitos. 



2)  “….Esta insustentável leveza, vai destruir empresas e famílias, vai destruir gerações e criar a subsídio dependência, em vez de criar emprego e desenvolvimento ….”
Outra verdade de PC, incómoda. Atira para Lisboa, para esquecermos a pouca vergonhice do que se passa aqui. Está insano. É um ignaro.  Porque, até os seus reconhecem, que não existe Região do País mais subsídio-dependente do que a Madeira ( privados incluídos ).




 Pedo Calado, dixit ?.....Não, exit
Share on Google Plus

0 comentários:

Enviar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.