Cenas ilegais e os senas abusadores



Todo o malandro é um burro de sorte, provérbio português
Há tantos burros a mandar em homens de inteligência, que às vezes, fico a pensar que a burrice é uma ciência. António Aleixo 
Sempre ouvi dizer que o regime instalado pelo psd-M na Madeira produzia em catadupa, perfis falsos nas redes sociais, para insultarem, ameaçarem quem pensa diferente. Também sabia, aliás todos sabemos, que muitos “boys” são instalados, são empregados em "jobs" feitos à medida, para poderem arranjar votos para o regime, para “controllers´s” dos serviços onde são funcionários, mas também para poderem ter acesso a informação privilegiada, para amanhã poderem utilizá-la à medida das suas necessidades e do seu verdadeiro patrão:  o regime.

Não são necessárias qualificações para uma promoção, para um posto, para chefiar. Basta apenas o abre-latas: o cartão do psd-M.
Deus é injusto, pois criou sérios limites a inteligência dos homens, mas nenhuma a sua burrice, Konrad Adenauer
Parece aliás que neste regime, o psd-M emprega os seus militantes, os seus funcionários, para fazer trabalho partidário e poderem ter um ordenado, nos serviços públicos da região a bem do partido ( A BEM DA NAÇÃO, lembram-se na ditadura ? arrepia) As instituições são usadas para fins próprios do regime ( veja-se o recente caso do Banco Alimentar e a Junta freguesia de São Gonçalo). Em resumo, o regime, usa e abusa de todo o GR, como o grande empregador dos seus militantes, bastas vezes os maiores incompetentes que esta região  produz.

Porque nada sabem, a não ser espiar, bilhardar, o funcionalismo público na Madeira, bastas vezes é confundido como uma extensão do psd-M e aqueles que lá verdadeiramente trabalham, vêem colegas sem mérito serem constantemente promovidos, famílias de colegas militantes ou próximos do psd-M a serem escolhidos em concursos mafiosos ( exemplo câmara municipal de Câmara de Lobos ) feitos à medida. 
Até mesmo os homens honestos precisam de patifes à sua volta. Existem coisas que não se podem pedir às pessoas honestas para fazerem, Jean de La Bruyére
Tudo tem de ser feito, “by the book” , o “book” do psd-M. A honra, a honestidade, mesmo intelectual não lhes serve. Basta a do regime.

“A tua honra é mais cara que o teu dinheiro, texto judaico”. Estes homens/mulheres do regime. não têm honra, mas têm um emprego e dinheiro.

"A honra é uma planta delicada, que tem as raízes tanto no amor próprio, como na consciência do homem, Jules Petit -Senn”. Estes homens/mulheres do regime, não têm consciência nem amor próprio. Apenas ausência de valores civilizacionais.

Frank Sinatra dizia que “não se importava com o que diziam sobre ele, mas que era honesto quando cantava”. E estes homens/mulheres do regime, são "honestos" à luz das regras e normas do regime que servem. E essas são devassas. Apenas se aplicam em ditaduras. 

Por tudo isto, Joseph Maistre é bem aplicado na Madeira " Não sei o que é a vida de um patife, porque nunca o fui. Mas a de um homem honesto é abominável".

Também Bob Dylan. Para o regime da Madeira " para viveres fora da lei, tens que ser honesto".

O Sr. Duarte Sena, é um funcionário público na Madeira. De meritório dele, nada se ouviu. Mas sabe-se que parece que foi “afastado” da protecção civil da Madeira, era vice-presidente,  por causa de umas histórias sobre uma empresa chamada SECUFOGO fornecedora da SRPC e onde parece que era sócio (é verdade que a sua participação na SECUFOGO é detida por uma empresa sediada em Malta ?); na CMF teve direito a ver os bombeiros que “geria” a manifestarem-se publicamente num protesto, para ser afastado ( e saiu ); depois, também na CMF, psd-M, nos mercados (sempre a descer) e finalmente colocado, já com esta nova composição camarária, numa secretária para não fazer ondas (dizem as más/boas línguas, que o executivo camarário mandou cortar os acessos net a redes sociais por causa da “vasta utilização” na CMF, também por Duarte Sena).

Existem histórias que retirou documentos da CMF para serem usados por quem ele apoiava no psd-M, não MA; histórias que no horário de trabalho respondia, utilizava as redes sociais para absurdos e divulgar o psd-M, as benesses de um GR ou instituições deste, são muitas. Afinal o que faz.

Demasiadas cenas para o Sr. Duarte Sena.
Se o desonesto soubesse a vantagem de ser honesto, ele seria honesto ao menos por desonestidade, Sócrates
O Sr. Duarte Sena, foi nomeado recentemente para a Segurança Social da Madeira (SSM), como assessor do Conselho Directivo (CD). Ninguém lhe reconhece habilitações para tal, excepto o CD e as habilitações normais “cartão laranja” para aquele cargo legal, criado para um “boy” do regime. É uma prática normal, entregar cargos a quem nada saiba dos assuntos que vai tratar, neste regime. É legítimo, repito, mas na minha opinião é um desperdício de recursos financeiros e uma indicação para os verdadeiros funcionários da SSM, que o “crime compensa”.


Até às 16h do dia 29 de Junho passado, tive com o Sr. Duarte Sena uma relação no Facebook de opositores. Mas um e outro, nunca ultrapassámos as regras básicas comportamentais. Não o conheço, não me conhece a mim. Nem amigos somos no Facebook.

Mas nesse dia, tudo foi ultrapassado. O Sr. Duarte Sena foi mal educado, foi bruto, ofendeu, mas sobretudo admitiu que me procurou na “segurança social e outros”.

O Sr. Duarte Sena, como funcionário público, ainda por cima assessor do CD da SSM estava no seu horário de trabalho, a escrever nas redes sociais (comigo ou no grupo onde decorreu esta situação) pelo menos à 1h, 1h30. Eu não acredito que tenha sido nomeado para escrever nas redes sociais. Seria um absurdo, para o ordenado que tem. Mas, agora já tenho dúvidas. Será mesmo essa a sua função? Um cargo à medida para escrever, "dinamizar" as redes sociais ? E insultar ? 

e-mail
Mas pior do que a ofensa é admissão pública que me pesquisa, Por outras palavras o Sr. Duarte Sena está a utilizar os recursos (humanos e técnicos) da SSM para pesquisar um cidadão português. O Sr. Duarte Sena violou a lei portuguesa. Aquela que refere que os dados do cidadão são invioláveis e não podem ser usados para outros fins que não os que a lei preconiza.
Aquele que perde a reputação pelos negócios, perde os negócios e a reputação, Francisco Quevedo
O Sr. Duarte Sena admitiu isso. no dia 29 de Junho passado. 

“Quem não se sente, não é filho de boa gente”. E eu sinto. Por isso, no mesmo dia telefonei para o psd-M e para a SSM (secretariado do conselho directivo) a ver se falava com o Sr. Duarte Sena. Se no primeiro caso “O Duarte ainda não veio hoje … Passa cá sempre perto da hora do almoço" !!!!!!  No segundo caso não estava ali, estava numa reunião fora !!!!!!!!

Deixei este recado. “Ou o Sr. Duarte Sena me liga para o número …. ou vai falar com um representante do meu advogado ou com a polícia”. O Sr. Duarte Sena não me ligou. por isso enviei o email em anexo à Dra. Micaela Freitas, presidente da SSM, que o contratou.

Até hoje ninguém da SSM me contactou. Como tal, sinto-me liberto para tomar outras atitudes. Como esta de escrever este texto, que não pode ser visto como ataque ao Sr. Duarte Sena, mas um grito de revolta e de alerta, por verificar que a SSM e a sua presidente, Dra. Micaela Freitas, deixam que, na SSM, um cidadão seja "pesquisado". e seja insultado por um seu funcionário. pior, assessor do CD da SSM. Parece que estamos no tempo da PIDE no Estado Novo. Acontece comigo, de certeza que acontece com outros.

O Sr. Duarte Sena, devia era pesquisar legalmente aqueles que devem à SSM e não pagam. Que têm outras empresas e não pagam. Que foram aos apoios que o GR disse conceder ás PME´s da região. mesmo devendo á SSM. Aqueles que praticam isto "ad nauseaum". 

Mas voltemos à Dra. Micaela de Freitas. "No news, good news" foi o que sempre ouvi dizer, incluindo na RAM. Mas neste caso, " no news, bad news".

parte final do e-mail
Por isso só posso concluir que a Dra. Micaela Freitas acha bem o que o Sr. Duarte Sena fez. Está a dar-lhe respaldo. Mas também fica que a Dra. Micaela Freitas permite o uso dos dados da SSM para fins pessoais, políticos, outros ou do regime. 

Permite-me também concluir, que claramente, a Dra. Micaela Freitas como presidente da SSM  não serve para o cargo que ocupa, tal como o Sr. Duarte Sena.  Por isso deveriam resignar,  serem demitidos, destituídos das suas funções com a instauração de um processo disciplinar, onde só um resultado é possível. Por muito menos, ministros e secretários de estado pediram a sua demissão no nosso país. 

A Dra. Micaela Freitas demonstrou afinal, que é um outro sena da RAM. Afinal, na RAM, existem demasiados senas, a fazer cenas destas. Que o diga também o Prof. Joaquim José de Sousa e os senas da Sec. Regional da Educação

Na Madeira , o regime permite isto. Tem que ser useiro e vezeiro nestas práticas. Cenas tristes e senas abusadores existem em demasia na RAM. Quando forem empurrados, a região ficará mais limpa destes virus. Safe and clean.. of sena´s. E vamos respirar melhor e poupar muito mais.


Afinal a culpa também é do Miguel 


Para os senas que nos dão musica má, a música boa de Solnado. concerto de violino


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.