Morre-se aqui



Por mim, creio que estamos mortos há muito tempo: morremos no exato momento em que deixamos de ser úteis, Jean-Paul Sartre
O vice-presidente do GR da Madeira, na 5ªfeira, no plenário da ALRM declarou entre outros que “os madeirenses estavam a morrer de fome por causa de Lisboa”, ou “Lisboa estava a matar à fome os Madeirenses”.

As frases parecem iguais, mas não o são. Na primeira, Lisboa indirectamente mata à fome Madeirenses. Na segunda, Lisboa mata directamente Madeirenses por fome. Na primeira, Lisboa mata por erros !!!, na segunda mata deliberadamente.

Uma coisa eu e Pedro Calado, o vice-presidente do governo desta terra, temos de comum. Ambos acreditamos que na Madeira morre-se por inacção do governo. Onde divergimos é de que governo.

Para o vice-presidente Pedro Calado é Lisboa, mesmo que o governo dele seja aquele que governa esta Região há anos e as coisas há anos estejam más, péssimas, sempre a piorar. Para mim é claro que é a acção do GR da Madeira que mata madeirenses. Porque cheira-me a desculpa, coisa que todos os GR´s arranjam e que eu saiba na RAM, os GR´s sempre foram ciosos dos seus poderes, nunca o partilharam e são eles que governam "à moda deles" desde à 45 anos. Fica-se então por saber se o GR mata directa ou indirectamente. 

Existem madeirenses a morrer à espera de uma consulta ( os seus males agravam-se , pioram … ); andam a morrer também porque as listas de espera aumentam ( portanto não são observados e operados logo quando o seu mal é detectado, mas mais tarde, deixando-o agravar-se); morrem porque cada vez mais pobreza existe na Região e portanto o povo, os mais débeis estão subnutridos; morrem porque a ausência de respostas sociais faz levá-los ao desespero e suicídio; morrem porque são perseguidos; morrem porque são chantageados; morrem porque são roubados; morrem porque são humilhados; morrem porque não têm rede e não têm ninguém a quem pedir ajuda; morrem em suma, porque a sua condição humana não é por NINGUÉM dignificada.

Basta que uma única vida madeirense seja encurtada um segundo, um minuto, uma hora, um dia, uma semana. um mês, uma ano para o GR ser responsabilizado. E é claro para todos, que muitas vidas foram, são e serão encurtadas. Demasiadas. 
Deve-se consideração aos vivos; aos mortos deve-se apenas a verdade, Voltaire
O psd-M no GR ( o cds-M já não conta ) é como o tabaco. Governar faz mal. Fazem demasiado mal.

Mas morria-se na Madeira antes. Se antes do 25 de Abril se morria à fome na Região, porque a vida era difícil e o Estado português não fazia mais, agora morre-se porque os Governos Regionais nada fazem, nada querem fazer. São relapsos, são "assassinos" porque viram a fome a chegar, viram a pobreza a aumentar, a saúde a minguar e nada fizeram para o bem estar da população. Nunca criaram condições sociais e económicas para todos. O dinheiro que veio para a região, foi esbanjado, nunca criou bem estar durável.

Pelo contrário, quiseram, querem esconder todas as  situações. Um dos inimigos para AJJ para as coisas não andarem, era o lóbi gay ( nunca percebi porque, exactamente porque estava rodeado deles e ele soube esconder a pedofilia). Hoje fala-se na maçonaria, fala-se dos "meninos e meninas"...mas nunca se vai ao fundo da questão: o lóbi dos inúteis, o lóbi dos desesperados, o lóbi dos monopolistas, o lóbi dos inadaptados, o lóbi da agência de informação, o lóbi dos "donos desta ilha",.... o lóbi da manutenção do "status quo",

São lóbis a mais, Aliás, tenho para mim que não são lóbis, mas hobbies.  É um hobbie do regime, governar mal. Aliás só assim se compreende que nada façam perante tamanha miséria.

Hoje na Madeira, nem todos nascem livres e iguais em direitos e dignidade. Só alguns, os que têm sorte de nascerem no Regime ou filiarem-se no Regime. Robert L. Stevenson, diz que “um homem com fome não é um homem livre” . Com razão. Basta visitar a Madeira para se ver a realidade desta frase.

O GR é assassino? Não, mas criminoso é .Podíamos e devíamos exigir uma oposição capaz de enfrentar isto.

Porque isto acontece não só por causa do psd-M. Acontece também por causa de TODA a oposição. Sem excepção. Porque permitem que este estado de coisas perdure e nada fazem para a combater.

E combater seria fácil. Uma sugestão: Comecem por não irem ao plenário da ALRM. Para quê ir ? Só estão a perpetuar o simulacro de democracia numa Região que é tudo menos isso.  Aliás, depois de todo aquele “fogo-fátuo” de "direitos à indignação" por o regimento da ALRM ser alterado para o “principio ditatorial de 1 homem = voto de toda a bancada” as coisas ficaram esquecidas. Por isso o que estão lá a fazer ?

Se é para mostrar sentido democrata, direito cívico, .... falem com as pessoas. Ninguém quer saber nada, rigorosamente nada com o que se passa lá na ALRM. Porque as pessoas estão fartas e querem, cada vez mais é saber se têm condições dignas para se manterem, sobretudos aos filhos. 
A longo prazo, todos estaremos mortos., Keynes
O Regime faz daquela ALRM o que quer, quando quer, como quer e onde quer. E a oposição …vai nisso. Apoia. Espalda. Gritam muito, mas de substância o que fica ? NADA. E claro, as coisas rapidamente são esquecidas …. Como se pretende. Aliás é um hobbie para estes GR´s, para este Regime, ter uma oposição tão .... conformista. 

O deputado Cafofo, com privilégios de comunicação directa ( será? )  ao Governo da República, anunciou na 4ª feira que afinal a RAM ia receber 500 milhões do governo central. Não 300, mas 500 milhões. Não para agora, claro. Mas para daqui a mais uns tempos. O deputado Cafofo, infelizmente não percebeu que nada ganhou ou ganhará com isto, porque está a fazer o jogo do psd-M, do Regime. O da vitimização. E claro e muito bem ( estou de acordo com o psd-M finalmente ….. upsssssssss ) o psd-M tenta mostrar a todos que existe uma “panelinha” entre o governo da República e o PS-M. Porque é isso que fica. E o psd-M vai transformar uma derrota, numa vitória. Ninguém aposte.

Se assim for, se existiu a tal "panelinha"  Lisboa não foi séria. Falou com Cafôfo, mero deputado, nem líder é, para assuntos de estado-região. O que não acredito em absoluto Não vejo o primeiro-ministro a prestar-se a estas "pantomimas" de rapazote, de miúdo.

Sejamos sérios e honestos. Os 500 milhões vinham com ou sem Cafôfo, com ou sem PS-M, com ou sem pedidos do psd-M. Porque todas as regiões deste país, vão receber um bónus por causa desta crise. Todos, mesmo todos sabiam que vinha MAIS dinheiro. Até o psd-M. Podiam é não saber quanto e quando. Mas sabiam.


Por isso, o deputado Cafôfo não fez nada. Quis mostrar-se, como antes se mostraram todos os líderes do PS-M, em "bicos-dos-pés".  Até com Carlos Pereira isto aconteceu. Estes senhores ainda não perceberam que com estas “macaquices” e palhaçadas", não só deixam mal a República, como ficam eles mal.  Em vez de combaterem o Regime, fazem jogos de miúdos. "Eu-sei-mais-que-tu. Eu-sei-mais-que-tu. na, na na, na na" . Os tempos nunca foram para isto, muito menos agora.

Quantos votos o PS-M ganhou com isto? ZERO. Os que votavam PS-M …vão continuar a votar; os que não votavam … vão dizer que Lisboa está contra a Região porque não são honestos ( o que o psd-M pretende ) e os que estavam indecisos e os independentes, aqueles que fazem ganhar eleições…vão continuar na mesma. Porque afinal o novo PS-M parece não ser diferente do antigo e parece igual ao psd-M. Por isso o psd-M apoia Carlos Pereira a líder do PS-M. 

Se no psd-M a estratégia é uma só, a de culpar Lisboa por tudo e todos, o de ser vitima infeliz de uma conjuntura, mais outra, o PS-M está lá para ajudar. E ajuda tanto que vai continuar a perder, se não mudar a sua atitude. Deputados bons, têm. Estão é mal empregues. Porque sem líder, sem objectivos sem organização ...perdem-se. Mal de uma empresa que seja liderada assim. 

O PS-M e toda a OPOSIÇÃO sabem o que é fundamental ? Qual a principal prioridade deles ? Eu respondo porque entre tanto ego, já se esqueceram: de quebrar o regime, de bater o regime, de vencer o regime. A oposição fica-se apenas pelo acessório, não pelo fundamental. Se é assim, questiona-se se ela é precisa e porque não substitui-la. 
Os que mais morrem são os que não têm onde cair mortos, Sofocleto
Voltando ao PS-M, ali não existe estratégia nem existe comunicação. Parece ser tudo feito ad-hoc. Se se ganhar …porreiro, se não se ganhar, porreiro também, porque afinal o Costa até pode ajudar-nos a manter o 2º lugar por “osmose” ou …até pode ser o 1º ….também por osmose. Santinhos….

E é assim, entre o que quer, tem e continua faminto ( psd-M ) e aquele que não tem, não quer ,mas já tem a “barriga” saciada ( PS-M e oposição ). 
[ A rapaziada ainda não percebeu que aos rufiões não se fala. Bate-se. Mesmo à moda do Ega, com uma bengala.]

Parece que Cafôfo vai ser líder. Parece que o PS-M diz que com o rectificativo é que vai ser. Parece que afinal alguma coisa vai acontecer. Parece, parece... qua andamos nisto outra vez. Que o PS-M vai fazer finalmente pela vida. Parece que ....


Que Cafôfo me perdoe. Mas vou dar-lhe alguns conselhos. De alguém que não vê agora alternativa aos socialistas para liderarem a oposição na Madeira e que os vê desperdiçarem sistematicamente oportunidades. De alguém que percebe que a Região e a população, não tem tempo, não tem paciência para jogos "de Tronos". De alguém, como muitos mais, que vê os próximos tempos muito difíceis e a região sem governo capaz para os enfrentar. De alguém que sabe que os madeirenses morrem por inacção deste GR.DE alguém que acha(va) que o PS-M podia liderar a oposição.

- Se quer ser líder, Cafôfo faça por isso. Trabalhe. Seja honesto e não entre em joguinhos que antecipadamente já sabe que vai perder. Confie em si e perceba de uma vez por todas, que não é a manter o regime, que o vai ganhar e à região, porque entre o desconhecido e o conhecido, o regime vai escolher sempre o que conhece. O poder nunca vai ser seu, sem combate. 
- Se quiser ser líder, crie a sua própria equipa, com os seus valores, nunca esquecendo que os interesses da população falam mais alto. Uma equipa dele, não imposta pelo PS-M. Com os melhores de todos, independentes, socialistas, bloquistas, comunistas, ... e também sociais-democratas, centristas que não se revêm no GR, neste regime .
- Se quiser ser líder, seja sincero, crie a sua própria agenda e não use a que os outros lhe impõem
- Se quiser ser líder, una a oposição porque é ao PS-M que cabe esse papel. Peça eleições porque o psd-M vai desbaratar o dinheiro. Não apareça na ALRM porque apenas está a “civilizar” um regime, que o não é. 
- Se quiser ser líder, não deixe este rochedo à deriva, mande "à malva" os jogos de poder que acabam sempre mal para o PS-M.
- Se quiser ser líder, seja simples e eficaz. Seja forte. Porque de palavras e sorrisos o inferno está cheio. Não se esqueça que um líder fraco, faz fracas as gentes fortes.

E ponha o seu pessoal a pensar e trabalhar. Não somos nós que nas redes sociais e fora do nosso tempo e nas horas vagas, sem estrutura, que temos de combater este regime. É você Cafôfo PORQUE É PAGO PARA ISSO. Estamos aqui para colaborar, não para sermos usados. Para exercermos o nosso dever de indignação. Mas são os senhores, repito que são pagos para fazer esse trabalho.

Sobretudo se quiser mesmo ser líder do PS-M, faça os possíveis e os “imaginários” para não deixar morrer mais gente nesta terra de todos, não de apenas alguns. Nem que o cabelo ...lhe cresça. 

Mas se achar que não tem  capacidade.... desapareça. Porque sempre ouvimos dizer " o cemitério está cheio de insubstituíveis" e a Região não pode esperar mais.


Sam Smith - To Die For

Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.