Tenham juízo ... garotada.

Quando eu morrer os médicos devem levar o meu caixão, para que saibam que não têm poder sobre a morte, Alexandre, o Grande

Juramento de Hipócrates

Ao ser admitido como membro da profissão médica, juro solenemente:
- consagrar a minha vida ao serviço da humanidade.
- guardarei o respeito e o reconhecimento que são devidos aos meus mestres.
- exercerei a minha arte com consciência e dignidade.
- considerarei a saúde do meu doente como meu primeiro cuidado.
- respeitarei o segredo que me foi confiado.
- manterei, por todos os meios ao meu alcance, a honra e as nobres tradições da profissão médica.
- os meus colegas serão meus irmãos.
- não permitirei que considerações de religião, nacionalidade, raça, política ou condição social, se entreponham entre o meu dever e o meu doente.
- guardarei respeito absoluto pela vida humana desde o início, mesmo sob ameaça.
- não farei uso dos meus conhecimentos médicos contra as leis da humanidade. 
faço este juramento solenemente, livremente e pela minha honra.


A Saúde na RAM vai mal. Já o sabemos. Está paliativa. Mas apesar disso, um bando de garotos fez o carnaval chegar mais cedo ao SESARAM. Imaginávamos, mas agora ficou comprovado, que muito dos nossos distintos “esculápios”, “gestores”, “administradores”, "ex e actuais governantes" estavam bem mais adaptados a trabalhar num circo que num Hospital. Numa SESAtrupe carnavalesca, que num Hospital. Ficavam bem.. Não se distinguiriam dos demais artistas e já estão ambientados. Para o carnaval ou o circo não precisam de máscara, porque mascarados andam todos. De trapalhões, bufarinheiros, contorcionistas, bufões, bailarinas rascas, palhaços ricos (nunca  pobres ), ....Putos, enfim. 
A medicina cria pessoas doentes, a matemática, pessoas tristes, e a teologia, pecadores, Lutero
Vejamos ...

Mário Pereira, novel Director Clínico do SESARAM, tem tudo e todos contra ele. Tem os médicos que vai dirigir; tem o psd-M (onde estão os Calados, Pradas, Ramos, Rodrigues, …… ? calados, a rilhar os dentes e usar as redes sociais para .... o day after ); tem o cds-M ( onde está o verboso Lopes da Fonseca ?.... calado, muito); tem o Secretário sombra, Pedro Ramos; e  “last but not least” a Presidida Rafaela. Mais, Mário Pereira tem também Mário Pereira contra ele. É que Mário Pereira mostrou traços de narcisismo, de sobranceria e de pouca solidariedade. Aceitou um lugar que o seu partido indicou para outra pessoa, Filomena Gonçalves. A que foi “despedida antes de o ser ” pelos médicos, Rafaela, Pedro Ramos, …… e Mário Pereira, cds-M, também. 
MP não vai longe. Ou fica controlado, tipo robot, ou vai descontrolar. Foi um Brutus, para Filomena. E para outros. Por isso, vai morrer. Na história, quantos Brutus sobreviveram? Nenhum. E não esqueçamos, vai ter de mostrar diferença, porque para quem criticou tanto, terá de fazer algo mais, bastante mais. Vai ter de demonstrar. O que não acredito. Porque  afinal, não é diferente dos outros. É igual. Venha a nós .... o lugar, o poder para (pouco) ter ?  "Melhor ser rainha por um dia, do que duquesa para toda a vida ", è o lema de MP. Ele ...não é duque, mas faz parte de cenas tortas. E muito tristes.
Os ladrões exigem-nos a bolsa ou a vida; os médicos levam-nos a bolsa e a vida, Skakespeare
Os médicos, ameaçam demitir-se, demitem-se, vão demitir-se ? Seria na 6ªfeira passada, foi agora para esta 2ªfeira, dia 11, mas...... o GR não aceita as demissões. Portanto tipo. "Agarrem-me que eu esfrangalho..." Só garganta. Espinha dorsal, não têm. Ganharam a guerra? ou demonstraram simplesmente que não existe "rei nem roque" na Saúde na Madeira. Mandam todos, ninguém faz ...puto. São boys, miúdos.  De uma coisa teremos a certez: continuarão a achar-se os “donos daquilo tudo” e não têm vergonha de usar a Saúde com fins partidários, classicistas ( medical orange boys ), aquilo que agora dizem nunca ter feito. Memória seletiva, interesseira. Afinal, muitos ocupam/ já ocuparam, cargos por designação politica. E aceitaram. Filomeno, França , a senhora do sombra, .... tantos. Praticaram e querem continuar a praticar a liturgia do "venha a nós os cargos e as benesses inerentes". Não se vê naquelas almas, preocupações com a melhoria dos serviços que dirigem/dirigiram, estando muito deles mais preocupados, talvez, a dirigirem utentes para os seus gabinetes privados. Veja-se o caso da mais que tudo do Sr. Secretário. Show off. Alguma vez tiveram competência, qualidade para serem directores, chefes ....Apetência sim, e muita. Não para chefiar, mas para aquilo que um cargo traz. Logo á partida ...plim-plim. E quantos destes "boys" fizeram algo para que serviços seus não perdessem idoneidade ? Ou chamaram a atenção de que havia equipamentos não usados ou mal usados no HNM? Melhor passar para o privado. Porque eles afinal são públicos, privados. Estranho, mas depois....entranha-se. O normal na RAM.
A arte da medicina consiste em distrair o paciente enquanto a Natureza cuida da doença, Voltaire
O Secretário sombra?. Está contra MP vê-se logo. Afinal a sua mais que tudo, também assinou o papel de demissão. Porque ele não se demite, a esposa demite-se por ele.  O chamado "dois em um". Obviamente, ela não se demite, porque o cargo dá mais uns “eurozitos”, fotografias, Comunicação Social... e pode continuar a fazer de “best off … “ á custa da “cubana” de Coimbra. Em terra de cegos, quem tem um olho, vulgo marido, secretário .... é rainha. Sim ? O Secretário parece-se com aqueles que dizem  "crianças e mulheres " para a frente. Como se chamam ? Cobardes ? No Titanic seria o primeiro a saltar. Aqui na RAM ..... será o ultimo, até que, haja condições externas, vulgo outro cargo, outras benesses ou um "chuto". Ou será que ainda lá no fundo, mesmo no fundo ...ainda um pingo de dignidade e demite-se ? No lo  creo, pero ....
Se Deus cura todas as doenças, a medicina é a ciência mais inútil que existe, Dr. House
Rafaela,  aqui está outra sem graça. Está contra, mas “prontos…..”, precisa de estar ali. O ordenado manda. Troca a dignidade, carácter, postura por euros e um cargo de presidida. Pode ser líder? Não. È liderada. Está com trela. Vamos ver por quanto tempo. Agora que não tem vergonha sim, é  verdade. Que não tem respeito e não se dá a respeitar, sim, também. No lugar dela e do Secretário, muitos demitiam-me. Mas ela e ele, os noveis Bonnie & Clyde da saúde na Madeira, não. Engoliram o sapo. Vão regurgitar. Não sabemos é quando e como.

psd-M, Alguém os ouviu ? AlÔÔÔÔÔOÔÔÔÔO. Já se ouve o ranger dos dentes. já se lÊm coisas nas redes sociais. Dos boys, sobre os boys, para os boys. Até salivam. Quando os soltarem.....
Diaulo era médico, agora é coveiro; aquilo que faz como coveiro, já o fazia quando doutor, Marcial
cds-MPois igualmente. Á bientôt. Não estão a ranger os dentes. Nem sequer a saborear a "vitória". Estão é mais preocupados em controlar os danos. Calados e preocupados. Para não serem ainda mais "violados" e depois cuspidos.
A despeito de todo progresso da Medicina, ainda não há cura para um simples aniversário, John Glenn
BarretoGanhou ? Hummm sim. Ganhou uma batalha. Não ganhou a guerra. O princípio do fim da coligação. 

Miguel Albuquerque, Ganhou ?. Não. Perdeu, sim. Porque mais uma vez mostrou duplicidade de atitudes, nada que já não nos tenha habituados. Diz que quem quiser que saia, mas ....ao mesmo tempo manda pelo seu boy da Saúde dizer não aceitar as demissões. E Barreto, levou com mais um barrete. É chefe. Mas pouco. Já tem MP como alvo, e os "the orange medical boys" estão lá para o lembrar.
Entre dois, entre três, entre muitos médicos bons, escolhei sempre o que tiver mais coração, Paolo Mantegazza
Em resumo.


Alguém ficou bem nesta palhaçada? Veja-se França Gomes um boy laranja, a falar sobre a interferência do presidente da ALRM à sua nomeação para director.. Um espectáculo deplorável. Um espectáculo, execrável. Um espectáculo vergonhoso. O presidente da ALRM nada diz. Porque não convém. Sabe que está amordaçado. Damage control. Também porque ninguém acredita naquela criatura. 

Ninguém assume consequências. E todos já têm idade mais que suficiente para tirarem conclusões ao que fazem e deveriam fazer. Terem juízo. Mas, nada. Mostro em baixo o circo(ulo) politico da saúde na Madeira:


Dependência-Incompetência-inoperância-subverciência-maledicência-ignorância-indecência-dependência 

Mostram que na saúde da Madeira , o povo é a última das suas preocupações. O que lhes interessa, a todos, sem excepção, é o posto, mesmo que não tenham competência e qualidades para o exercerem. 
Ouçam esta entrevista. Alguém preocupado com o povo ?
A medicina bem que podia inventar uma vacina que nos tornasse imunes há espécie: Cafagestis Ordinárius...Lillian Ortega
E o vírus ? Tudo preparado para o Coronavirus. Check, dizem eles. Mas como é que a estirpe da gripe A aparece e aumenta? Eram 20 os casos, na semana passada, agora já são 23, se estiverem certos. A desculpa, porque tem que haver uma, é que estão/estavam/estarão focados no Corona, talvez á espera dele a beber uma Corona acompanhada com umas lapas. Na RAM, a culpa morre sempre solteira.
Os maiores sacrifícios na área da medicina, são feitos pelos ratos, Edier
Atente-se de novo ao juramento de Hipócrates. Algum médico, algum daqueles médicos que participam nesta fantochada, Mário Pereira e Pedro Ramos incluídos, fizeram jus a este juramento ? Antes, agora e depois? Pois. Eu acho que não, mas .... podem existir outras opiniões. No mínimo a deles.

Na saúde da Madeira, é preciso muitas vezes recordar este juramento a estes Srs Doutores. Os boys. Porque, muitos esqueceram-no. Tal como aos nossos governantes . Eles DEVERIAM servir o povo, não SERVIREM-SE dele. Não são médicos, não são governantes. São apenas comerciantes. Da saúde das pessoas. Haja vergonha, haja decência, haja dignidade, haja ......JUIZO


OBS
Deve este artigo ser lido única e exclusivamente como critica ao mau espectáculo, promovido nestas ultimas semanas, por alguns medical boys AND politicians boys, que á falta de melhor, nos entretenhem com esta palhaçada. Este carnaval antecipado. Porque existem aqueles, felizmente, que apenas desesperam por não lhes ser dada mais e melhores condições de trabalho na RAM. Trabalham, não chefiam, não são boys e nem se prestam a esta vergonha. 
Os políticos...... ahahahahahahahahh são do piorio. São chatos. 

A farmacopeia que junto em imagens, pode ser um remédio para melhorar, ou piorar se tomado em excesso, a situação. Sugestões apenas...... E sim, tomam-se por via oral ( penso que uns e outros já tomam em excesso o "Esquecil". Haja paciência com estes chatos.

Em honra dos Senhores Doutores, duas músicas. Uma sobre estudantes e outra sobre despedidas, da ( minha )  Coimbra. E não são todos despedidos ?

I Don't Know - Med School Parody of "Let It Go" from Frozen

Balada de despedida, 5º ano médico, 1958:
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.