Elites idiotas


Elite é uma mini sociedade de pessoas educadamente mal educadas ... gentilmente grosseiras ... civilizadamente selvagens. D. Sena
Durão Barroso, o Cherne, o primeiro-ministro do “Portugal está de tanga”, aquele que disse antes de o ser, que “um dia seria primeiro-ministro, não sabia era quando”, que ao fugir para a presidência da Comissão Europeia nos deixou Santana “Flopes” como primeiro-ministro, o homem do “tá porreiro pá “ com o seu grande amigo (?) e do “Portugal tem um excelente primeiro-ministro” ao referir-se a Sócrates, a pessoa que fez dois ( 2 ) mandatos na comissão europeia, que a história pouco registará como excelentes ou bons, é a mesma pessoa que sai da comissão e entra na presidência do Goldman Sachs, que “coloca” o filho por “convite” e sem concurso no Banco de Portugal, num cargo em que se exigia elevada experiência profissional, enfim o “cherne” que cobrava 50.000 € (CINQUENTA MIL EUROS) por presença na UC (Universidade Católica) mais despesas, este ser afinal pouco pensante e com aquela idade um diletante, disse este semana, em entrevista ao Observador que “ as elites em Portugal não têm estado á altura”.

Não se ouviu, salvo em raros comentadores da nossa praça, referência à imbecilidade desta frase. Durão, O Cherne, foi de uma imbecilidade atroz. Colocou-se à parte das tais elites. Como não fez “mea culpa”, não se considera pertença da tal “elite”. Ou apenas pertence o Durão, lider do PSD e este banqueiro (??? ) e alma gémea não. Afinal como sempre neste país, são sempre os outros que nunca estiveram à altura.

Mas claro, Durão, O Cherne foi elite ( esqueceu-se disso ) e não esteve também à altura. Nunca foi um idiota de elite útil, mas fútil como a maioria da nossa classe politica e muitos “influencers “, vamos chamar-lhes isto porque está na moda, que pululam em muita da nossa comunicação social, debitando “sound-bytes” e ….. pouco mais. 

Convém relembrar, que as elites deste País nos últimos anos e após o período conturbado pós 25 de Abril, tiveram apenas 2 (DUAS) ideias: entrar na (altura) CEE e na zona euro. Nunca pensaram no pós entrada, numa perspectiva de médio e longo prazo. Apenas no curto e no dinheiro que daí adviria. E gastou-se bastante, algum muito bem e demasiado em asneiras, inutilidades ( temos 2 autoestradas Lisboa – Porto que distam no máximo 8 km entre elas e ás vezes 3 km, por exemplo, Olá Madeira do psd-M ? ) em negócios escuros e buracos negros.
.
Outro exemplo. O Sr. Silva como primeiro-ministro, deu cabo das nossas pescas e agricultura. Só soube "betonizar" ( olá Madeira do psd-M ? )  o país e deu cabo de TODA a função pública ( aquilo de, fazendo muito ou pouco, os funcionários públicos subirem todos os anos de escalão e por conseguinte de vencimento foi obra para ganhar eleições - olá Madeira do psd-M ?) e muito mais tarde, já como Presidente da República, “viperou”, salivou aos sucessivos governos  (excepto o do senhor dos passos e da Albuquerque ) por nada fazer sobre a reabilitação do nosso sector primário. Durão diz que o Sr. Silva não esteve à altura, concordo absolutamente, mas também deve estar a referir-se a Passos, Sócrates, Santana, Durão ( primeiro ministro e líder do PSD ), Guterres ( secretário geral da ONU ), Sampaio, Soares, Ramalho Eanes, new Freitas do Amaral …… e também Sá Carneiro, Ribeiro Teles, old Freitas do Amaral ( e não falo dos radicais pós 25 de Abril ).

Em suma, este Durão disse que não esteve à altura, como politico português, o que também concordo. Mas o jeito dele de falar por cima e em cima, é engraçado. Uma entrevista idiota, dada por um político idiota, da tal elite que nunca esteve à altura.


E na Madeira ?

Bom, aqui na RAM, as elites da mesma cor, vão fazer quase 50 anos no poder e o que fica ? Idiotices. Elas são constantes, ininterruptas, são bastardas, gastadoras e alabardam-se de meios que seriam muitíssimo mais bem gastos no povo e não entre eles.

Os exemplos são bastantes e como falei em Durão, O Cherne, coisa fresca, também falarei nas idiotices frescas das nossas elites regionais. As desta semana.

Exemplo 1 – O deputado Carlos Rodrigues
Esta figura que sempre defendeu um regime que utiliza bens e recursos humanos públicos, para fins privados e também políticos ( vide recentes Regionais ) indignou-se, porque um general foi demitido em 24 h por ter usado um bem público, ainda por cima militar e logo um canhão, numa iniciativa particular, neste caso um torneio de golfe. Pior, foi um civil a disparar aquela arma. Ora, este deputado da treta, pertence à elite do regime laranja e com esta recente actuação e outras, nomeadamente ao falar em finanças, saúde e segurança social e ….. em tudo o que mexe, já percebemos, também pela pinta que pertence à elite dos idiotas fúteis. E coitado, lamenta-se que o estado demitiu o homem a poucos dias da comissão acabar…. Santa ignorância. Por certo, no regime onde Rodrigues tanto consegue florir e abastardar, o general era passado a Marechal e ainda lhe davam, como aos Sousas no penedo do sono, uma fajã e comenda.

Exemplo 2 – Albuquerque, Calado, Barreto(e) e afins. A caranguejola madeirense
Em Lisboa tivemos uma geringonça, aqui temos uma caranguejola. Começam por dizer, atenção aos valores para co-financiamento que têm de ser aumentados, por causa dos projectos comunitários. Uma Região que diz-se querer autónoma, já vem pedir ao governo da República mais dinheiro. Um caso …de bipolaridade. Afinal querem autonomia ou só quando lhes apetece ? e os dinheiros que gastam ? Ver um ministro de finanças recusar passar uma carta de conforto a um banco, é penoso. Mostra que Centeno (e tem toda a razão ) não confia em quem gere os dinheiros da Região. É que Centeno sabe que os madeirenses são duplamente tributados: pagam a divida nacional, como todos os portugueses e ainda pagam a divida regional, que não foi criada para eles. E Centeno e muito bem, obriga, nem que seja à força, que estes (des)governos trabalhem mais e melhor e que não onerem todos os portugueses e também mais os madeirenses.

De Barreto(e) o que dizer ? se hoje houvesse eleições o CDS elegeria entre 0 a 1 deputados. Numa marcação homem a homem, Albuquerque ou Calado, lá o deixaram sozinho a apresentar a balancinha com a ACIF. Fica contente com isso. Ahhh e ainda não sabe que não tem dinheiro, pois dá tanta enfâse a projectos comunitários….. ou está a pensar que o privado (pertença das elites ) o faça pelo GR e fique com a orla costeira, portos, fajãs, …… Uma pergunta. E se Tranquada ou um PSD substituir o fantasma de Irineu como representante da República ? Numa marcação homem a homem, o Rodrigues do cds-M seria …eclipsado. Barrete enfiado.

Exemplo 3 – O PS-M: O presidente e o vice
Infelizmente esta elite, continua a não perceber “do que a casa gasta” ou já “sabe como a casa gasta”, pelo menos os exemplos de que vou falar. O presidente do PS-M depois de colocar os rebentos com trabalho, um  a debutar na AR e outro como assessor de uma euro-deputada, perdeu as 3 eleições para o psd-M na câmara a que preside e assobia para o lado. Convém que esta elite, perceba que não é só pedir o afastamento de Albuquerque, pelos mesmos crimes e pecados que também comete ( convenhamos em escala mais reduzida ). Tem que ser coerente e já está  a mais. Como também continua a mais o seu vice, aquele que foi apanhado com a mão na ….massa e que também faz dueto no assobio ( nos “mentideros” existe quem diga que almejava ser vice na ALRM !!!!! ).

OBS
Estou contente. Afinal Johnny Player Medicines não sai da ALRM. De deputado, passa a assessor. Continua materialmente a acumular o mesmo, por certo. Mas as as brincadeiras serão mais “insiders”. Temos pena, porque gostava bastante de ver a prestação de JPM ( e sim, Marques fez como Durão, ambos colocaram os filhos ).

Enfim, valha-nos São Bagão, o padroeiro dos idiotas

E como falamos em idiotas, soldados e até nos rimos deles, aqui vai um perfeito idiota a abastardar, ......com classe. ( apenas para mais de 18 anos ).


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.