A diabolização de José Manuel Rodrigues


Assistimos a uma oportunidade e não a um oportunismo e ela deriva do resultado eleitoral do PSD Madeira que, depois dos festejos de mais uma vitória, do 3 a 0 que já se esquece da era de Jardim, foi de bandeira em punho com uma "mole" humana que não se viu mas, que o retratista tratou de imortalizar com um primeiríssimo plano.

O status quo e a praxis enraizaram na região e por muito que neguem, até na oposição se gosta de um bom ordenado com a responsabilidade noutros

Perante a diabolização de José Manuel Rodrigues, não se viu resposta ou reacção pela mesma bitola a Tranquada Gomes, para bem da democracia. É que, se fosse para recordar pormenores, resultaria no fim da célebre anedota que diz que o feio não tem remédio mas a bebedeira cura-se.

Nesta sociedade que se vende para alcançar qualidade de vida e que envia o moralismo e a decência às urtigas, ousar quebrar a hegemonia que empobrece a maioria parece crime que lesa à pátria, quando não se acaba com quem de facto lesa a pátria e, sobre o qual recaem suspeições ainda não desfeitas que geram a imagem de um Panamá, um charuto e sapatinhos brancos. É o constante virar o bico ao prego dos que usufruem da boa vida e não são solidários com a imagem de barro que todo fiel quer conservar no oratório.

Para mim, que vivo duas realidades opostas, é evidente que a democracia na Madeira tem tudo para crescer ... cada vez mais. É a minha forma delicada e diplomática de dizer que tudo vai mal e é preciso mudar. Por qualquer ponta ...

A rotatividade dos mesmos, por estes dias, nem com um parceiro se evita, "enormiza-se" um Governo, dilui-se funções e tutelas, vemos as mesmas caras para lá e para cá porque não têm profissão. Preferiram ter sucesso na vida, ser políticos sempre com cargos onde não investem nada seu e passam à margem dos erros da Governação, lugares que lhes dão a oportunidade de serem excepções no sistema, dos tais que com um telefonema resolvem tudo. Gente com muita calma para dar e oferecer mas desconhece o que o cidadão padece. O momento é de histerismo porque podem num ápice perder o pé no sucesso e a feroz luta compensa. Ser pobre nunca! Sair de circulação jamais! O decote resolve. Odeiam patas-rapadas fruto ou furto do seu trabalho.

Quem quer mudar alguma coisa, só pode estar a favor de José Manuel Rodrigues e abandonar o lixo retórico de justificações para manter o sistema, a praxis, os mesmos. Se vamos pela diabolização através da corte dos vendidos, dos falsos, dos que esperam assim empregar-se e com planos para a família, etc, devemos ter em atenção que se a outra frente entra no jogo o opositor queima-se muito mais. Por isso, deixem a oportunidade, a ambição e a democracia funcionar.

Tudo isto resulta de um PSD fraco, nas mãos da Renovação que odeia mérito e os antigos do PSD Madeira, não uniu e está sempre o ínfimo reduto dos mesmos a rodar. O PSD Madeira também pode apresentar outro elemento para o cargo de Presidente da ALR, é doloroso fazer isso e ganhar pelo argumento que há muito perderam?

Pela linguagem de Albuquerque, o CDS também tem os seus "idiotas" porque a sua maldade e egoísmo superam a ambição de José Manuel Rodrigues que, ao fazer por si, está a promover o CDS. Preocupem-se em não se deixar engolir e desaparecer no futuro, isso faz-se com influências numa terra de vendidos.

Em vez de satirizar, condenar e sabotar a ambição de José Manuel Rodrigues, o CDS deveria se perguntar porque não houve ambição para ficar com secretarias como a Saúde e os Assuntos Sociais, para fazer algo de útil pelo povo em vez de querer tachos que não dão chatices. Ninguém sabe como se destacar em coligação? Só querem o tilintar? Também gostam das responsabilidades no PSD Madeira? Afinal só fizeram um upgrade do estatuto na oposição, um bom ordenado sem responsabilidade e a oportunidade de mandar umas bocas para se aparecer nos jornais.

Sem concursos públicos de fino recorte, isso sim uma aldrabice, os "diabolizadores" do PSD Madeira têm uma solução, não se coliguem e façam como António Costa mas, se de repente se juntarem PS, CDS e JPP não se atrevam a diabolizar de novo porque esse é um problema de orgulho que se resolve com uma maioria absoluta que não tiveram. Querem ir de novo para eleições?

P.S.1: voto em branco é uma oportunidade à cruz ou acham que só o José Manuel Rodrigues é ambicioso?

P.S.2: Quem foi o autor, em congresso do CDS, da imposição de se coligar com o vencedor das Regionais? Não se aprendeu com oportunidade dada a Costa através da Geringonça? O CDS-M quer mesmo crescer ou tem muito medo?

Porque vestiram Miguel Albuquerque no Cartoon?
Cartoon de Eder Luís para a edição de Domingo, 13 de Outubro de 2019, do DN - Madeira
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.