Os bru(n)tos (cam)tachos desta Região

Um boletim de voto tem mais força que um tiro de espingarda, Abraham Lincoln
O meu colega da Gnose, José Fernandes, no seu artigo “O PIDE da rede”, falou sobre as redes sociais e dos patuscos do regime, que as utilizam para defender o indefensável, desculpar o indesculpável, ocultar o que está á vista, branquear as manchas do regime, mas sobretudo ver, saber, conhecer e pressionar quem nestas redes possui e emite opiniões contra este tipo de ditadura instalada ( já lá iremos ). 

José Fernandes, em suma, escreve sobre todos aqueles que usam estas redes para vigiarem o que se diz sobre o regime, para depois, talvez no seu trabalho, nas suas casas, nas suas famílias,no seu dia a dia poderem ser pressionados, inquiridos e tal como acontecia na Pide, serem colocados em listas negras. E todos sabemos para o que podem servir estas listas.

Este estado de cobardia e de desespero leva-os a criarem perfis falsos para ameaçarem, insultarem, como cobardes que são (já aconteceu comigo, por exemplo ).. Também existem perfis, estes verdadeiros, para debitarem, pérolas de sabedoria da cartilha do regime. O problema é que estes patuscos que não pensam, não ouvem e nada vêm, quando pensam por si e porque não estão habituados, escrevem verdadeiras patetices e  foge-lhes a boca para a verdade.

Aqui chegando e totalmente de acordo com o colega José Fernandes, terei também de incluir os auto intitulados jornalistas “independentes”. Aqueles que tal como no Estado Novo, escrevem verdadeiras “hossanas” ao regime, emitem opiniões pelo regime e escondem deliberadamente as asneiras, os erros, os negócios muito pouco claros do regime. Mas que rapidamente mudam de lado, basta um brisa ..... tipo aquela que promete ser grande em Setembro. 

Obviamente que nestes carreiristas são incluídos, os patrões dos meios de comunicação sociais, que usufruindo de contínuos favores do regime, na obtenção de “mordomias” para os seus negócios privados, querem que esta Região continue tal como está, como seu feudo pessoal, lucrando aqui para poderem pagar as perdas no mundo económico exterior ( da Região. A tal concorrência, que o regime nunca permitiu na Região, apenas a virtual, que eles não conseguem ultrapassar lá fora, sem a subsidio dependência instituída por estes desgovernos ).

Mas atenção, o contrário também existe, isto é, há quem venha para aqui, de fora, ganhar o que está a perder no Continente. E nestes últimos dias, infelizmente, numa comissão de treta regional, perto de todos, começou-se a perceber isto. 

Posto isto, vou  mencionar e nomear algumas figuras, exemplos vivos do que defendo.  E porque, não há outra forma de como "pegar os bois pelos cornos", aqui estão, olhos nos olhos.

Bruno Camacho
Parece que trabalha na secretaria de inserção social. Dizem alguns que é gestor (?), dizem-me outros que é técnico, mas todos sem exceção ( eu confirmei ), dizem que utiliza as muitas horas vagas !!!! que tem no seu horário de  trabalho, para escrever posts no Facebook, a defender o partido e o regime. Lá está, um posto de trabalho pago pelos contribuintes, pelos vistos desnecessário, porque BC quando escreve posts, e são muitos, não trabalha. Mas se virmos a coisa por outro lado, o tal copo meio vazio de que tanto Pedro Calado fala, BC está a ser pago pelos contribuintes, para trabalhar para o PSD-M e GR. E isto é ilegal, como sabemos. A utilização de meios públicos ( o homem, o pc, as eletricidade, as muitas idas ao WC, à máquina de café, ……. ) para fins partidários. Claro, o partido não tem vergonha, e BC também não. E sim, nesta minha busca, infelizmente cheguei á conclusão, que a colocação de posts por este BC num fim de semana, parece ser menor, do que na semana de trabalho. Foi difícil e aceito que só vi parte, mas estes tive-os de contar "á unha".

Mas queria contar-vos o que este BC, fez comigo: ontem, 29 Março, numa troca de posts. Em 3\4 hora, conseguiu chamar-me de comunista, continental incendiário, de burro, que nada fiz na Madeira, que sou pago pela LPM ( o que é isto ???)... O costume na cartilha do regime, quando se pretende denegrir. Mas também falou-me da vida dos pais dele !!!, retornados de Moçambique, coitados, que BC acha serem os únicos a quem aconteceu aquela vergonha da descolonalização mal feita, que infelizmente vieram e sofreram como tantos outros,"com uma mão á frente e outra atrás", como os meus pais e tantos outros. 

Por ultimo, após uma observação que fiz de Einstein e a infinita estupidez humana, BC  fala de Hitler !!!! e tem o descaramento, o topete de escrever que HITLER E EINSTEIN SÃO DUAS MENTES BRILHANTES ( Hitler na propaganda e Einstein na ciência ). Confesso, fiquei estupefacto. Já ouvi, li e vi muita coisa sobre Hitler, mas chamarem-lhe de mente brilhante….nunca. E isto é BC. Em todo o seu esplendor e glória, na sua infinita e poderosíssima  ignorância. Um agente do regime, a trabalhar para o regime, num serviço público pago pelos contribuintes a debitar estas pérolas de “santíssima ignorância”.  
Existem imbecis superficiais e imbecis profundos, Karl Kraus
Agora se faz favor, não se esqueçam. Quando estiverem a confraternizar ou escrever dos posts dele, comecem sempre por um “Heil BC”. Porque afinal, BC é um “ a litle fuhrer off facebook in madeira” e tal como no regime nazi, BC é apologista daquele célebre mas infeliz e triste lema: “O trabalho liberta” ou como nas portas de todos os campos de concentração nazis “Arbeit Macht Frei ”. Porque o trabalho que BC ( não ) faz na secretaria, para que foi formalmente contratado, mas que faz no Facebook pelo e para o regime, liberta muita asneira. É um exemplo menor de como a Saúde na Região pretende que o público trabalhe para o  privado. BC a ser pago, usando os recursos públicos de todos nós, para os fins privados do PSD-M. Ora digam lá se isto não é tachismo ?

OBS
Tenho um problema com estas duas letras juntas: BC. È que estou a ver que os BC´s são sempre os mesmos, No Sporting, por mal dos meus pecados, confesso que votei num …. Fui enganado. Na Madeira, outro existe e por “mor dos meus pecados” não é que tem os mesmos tiques que o de Lisboa ? Coincidências ?
Ter escravos não é nada, mas o que se torna intolerável é ter escravos chamando-lhes cidadãos, Denis Diderot
Os Silvas 
Se Bruno Camacho é o Hitler das redes sociais do regime, Agostinho Silva deve ser uma espécie de Goebbels, da comunicação social e o outro Silva, Miguel, um parasita que se desenvolve á custa de silvas maiores. Mas se temos os Goebbels do regime, também obviamente teremos o ignóbil "Der Sturmer" deste regime. O JM, claro, embora um tal EM se comece a assemelhar. É que uns ( Goebbels e Der Sturmer ) e outros ( Silvas e JM ), usam a torpeza, a vilania para os seus fins e a defesa de um regime despótico. Tal como os originais, Goebbels e Der Sturmer, estes Silvas e JM, têm vasos comunicantes de acesso único ao regime. Por isso, conseguem “furos jornalísticos e escrevê-los” muito antes do regime e as instituições do mesmo, o referirem publicamente. Mais, conseguem falsear, deturpar e escrever informação impunemente, porque sabem que não existe ninguém que os condene, nem a justiça. Estão acima de tudo e de todos. Usam pepitas de verdade, para poderem melhorar, dar mais lustro !!!! ao esterco que escrevem. A modo de ver se alguém acredita e pega naquilo Achttt.....

Mas se JM é o Der Sturmer deste regime, o seu patrão é uma espécie de Julius Streicher do mesmo. Apesar de mais novo(s), têm parece, os mesmos gostos pessoais e profissionais. À vista de todos, grandes e pequenos, de género ou sem género, novinhas ou a estalar.

Só mesmo quem defenda este regime “trampolineiro”, pode e consegue ler o que este pasquim escreve, sem ironia. Tal como com Der Sturmer, JM vive ás custas do regime, mas felizmente, este regime ainda não obriga os cidadãos a comprar o JM. Apenas as subsídio-dependentes, as privadas associadas e quem tutela. É o pasquim do regime e as dividas que se acumulam, deveriam ser pagas, num futuro breve, antes das eleições, porque senão …….ou os sócios colocam dinheiro deles ( coisa que nunca fizeram na sua vida, digamos empresarial ), ou o partido derreado e sem acesso aos bens públicos, contribui ( não vejo o PSD-M nessa posição, porque foi sempre a contribuição de muitos ) ou …. fecha as portas e o calote ficará. Devolve-se á Igreja, talvez, porque nem por 1 € alguém pegaria naquilo, penso eu "de que". Grande tacho.

Gil Rosa e Marta Caires
Tal como na Alemanha nazi, tem que existir neste regime umas espécies de Leni Riefenstahl. Somos do regime, fazemos favores ao regime. Amanhã noutro regime, seremos os maiores...depois de um periodo de luto, de absentia, claro. Mas contrariamente a Leni Riefenstahl que sempre defendeu o regime nazi ou por exemplo, a nossa Amália Rodrigues, que sempre disse que o Estado Novo a tratou bem, estas personagens querem temperar, dar um ar de independência, são insonsas Não são honestas. Pelo menos intelectualmente, Exige esforço tentar enganar todos por muito tempo e alguns para todo o sempre. A Gil Rosa, da família Rosa & Espinhos  Lda, com raízes já num expo parque no continente português, podemos acusar de fazer frete ao GR, nas sucessivas entrevistas que modera ( ahahahahah ) na RTP-M. Uma postura de abade para o regime e de inquisidor mor para quem o não é. Marta Caires na SIC, parece ás vezes um catavento. com tendências naranjotas. Tenta a independência, mas ás vezes,nota-se a dependência. Tachos, tachinhos e tachões, em suma.

As news da semana

Deputado João Paulo Marques
Este boy não tem vergonha nenhuma. Bateu no fundo, isto se existe fundo para este arrogante de tijela e meia, da ALRM. Para este “pintarolas”, trabalhar com 4 meses de ordenado em atraso …. É normal. Exceto se ….. e aqui muita atenção, estes 4 meses de ordenados em atraso, sejam trocados por futuras mordomias nos milhões do costume. Uma troca de salários, para se obterem regalias futuras ? Vamos observar o JORAM … e para este "puto" arrogante, vamos dar-he uns tachitos. Fica bem com eles. A brincar, claro. Porque a sério, sério, se pudesse, por um tachito, até a alma vendia. Ahhhhh, pois já o tem e vendeu a alma. 
Educação é aquilo que a maior parte das pessoas recebe, muitos transmitem e poucos possuem, Karl Kraus
Jorge Carvalho
Está com problemas de consciência sobre o peso dos livros nas mochilas dos alunos. Vai daí, tirou um carvalho da cartola. O pessoal vai receber um tablet. A partir do 5º ano. Confesso que não percebo como as aulas se farão, nomeadamente a escrita. Mas com o descalabro e horror em que o GR está metido na Saúde, as benesses têm de ser distribuídas já, para contrabalançar. Tipo Valentim Loureiro em Gondomar. Valentim Loureiro com TV´s, fogões, panelas, tachos….. o GR já com tablets e com o passe social, que os Silvas do regime transformaram numa politica social positiva e ímpar no país , acusando ao mesmo tempo o Governo de Lisboa com igual medida de eleitoralismo, despesismo, seguidismo  …


Voltando à Educação. Para haver tablets, o GR tem que comprá-los. Se os tem que comprar, tem que haver dinheiro; se tem que haver dinheiro este deve estar lá, numa rubrica do OR para 2019, na Educação; e se está numa rubrica do OR, deveria esta medida  ser mencionada. E se estiver mencionada e para ser promovida, deverá existir um concurso público para aquisição destes equipamentos. Lá voltei ao OR e Joram´s deste ano e confesso que ……nada vi. Pode ser um jogo tipo “encontrem o willy” mas não vi “willys” nenhuns confesso. Só vi “busílis” para esta questão: Onde  está o dinheiro ?; onde está o concurso ? Pode ser um ajuste directo, uma medida Ad Hoc, ou á maneira. Tipo um Quadrantes na Educação, de pezinhos ligeiros como costume, para os mesmos do costume. Os tachos do costume para os comilões do costume, está-se a ver.

Miguel Ferreira
É obra, uma sem vergonhice. O típico e perpétuo estado de alma psdista da Madeira. Não comentar as asneiras que fez, quando estas são evidentes. Vá lá que não disse que a culpa era de Lisboa ..... com consultório particular. A deixar enviar para o privado, o que se poderia fazer no público. Um dispêndio de recursos numa região que não gera receitas suficientes para pagar um serviço de divida. Que por isso aumenta. Já tinha idade para ter juízo, mas parece-me que só tem juízo para tachos.


Os seguidistas da Renovação parecem os seguidistas de Hitler, meteram-se com quem não deviam e agora não querem dar o braço a torcer e vão até ao fim. Só quando abrirem os Campos de Concentração (os abusos de poder) é que vão ver as atrocidades do regime. Só falta dizerem no futuro que são de qualquer outro desde pequeninos ... já aconteceu e a sobrevivência dos mesmos inúteis é assim que se processa para nunca renovar com qualidade. O tempo voa.

Deixemo-nos de tristezas agora. E para nos alegramos, deixo-vos com esta excelente peça musical. Até para a semana.


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.