O povo deve exigir uma Comissão de Inquérito Pública


Como diriam na Assembleia, antes da ordem do dia, brincaram por ganância e sem humanidade com a saúde e vida de muitos. É inconcebível onde chegou a corrupção, peculato e o compadrio no Partido Social Democrata da Madeira. Não há perdão nem justificação! Têm que ir à pedra e pública !

À medida que os débeis mentais e políticos do PSD Madeira são postos à prova, com os relatos de parte da mega corrupção instalada pelo partido do poder, mais se vê a fraqueza dos argumentos perante as provas dadas a conhecer pela reportagem da TVI. Que grande momento e que grande divulgação. E a Madeira, pelas piores razões, deixa de novo marca a nível nacional. A Madeira tem ares de corrupta assim como é dado adquirido que no Afeganistão ocorrem atentados e que na Venezuela existe um lunático.

A determinada altura da investigação, vemos a jornalista com as provas expostas em papel afixadas numa parede e a interligar as situações e as datas. A TVI está muito bem documentada. No debate o Garcia Pereira disse muito sobre onde isto pode chegar. Para além disso, os Drs Rafael Macedo e Miguel Ferreira corroboraram, situação de coragem única porque normalmente, na Madeira, toda gente tem medo e os prevaricadores ganham por falta de comparência do que sustenta a verdade, todos precisam do seu ordenado para viver. Ora isto não é democracia.

Os deputados do PSD Madeira não representam o povo da Madeira. Recebem votos do eleitorado, vão para a Assembleia porque o eleitorado vota mas representam os interesses do seu partido completamente corrupto e vencido por aqueles que usaram a política para obter uma vantagem, para enriquecer no mundo empresarial financiado pelo Orçamento Regional.

É por isso uma tremenda lata esta do José Prada, que no contexto do PSD-M e sendo seu secretario geral, pouco mais pode fazer do que participar no apoio ao gamanço defendendo os corruptos do seu partido. Já o disseram com orgulho, o PSD-M é uma máfia mas ... no mau sentido. Metem todo tipo de medos dizendo que os outros são piores e que não prestam, sujam o bom nome dos adversários quando eles são o maior problema da Região Autónoma da Madeira. Instalaram corrupção e compadrio, os concursos de pessoal e bens são ganhos pelos seus militantes e empresários, fizeram uma enorme dívida que nos empobrece e continuam a aumentá-la.

José Prada escreve um texto enquanto secretário-geral do PSD-M que, como sempre, atira para todos os lados para dispersar as atenções mas, a pergunta que põe, é que só agora o PSD-M quer apurar factos porque quer manobrar a opinião pública com uma comissão de Inquérito que deve ser então PÚBLICA e não fechada e convidando quem dá jeito como no caso da árvore do Monte. Queremos uma Comissão de Inquérito Pública como a da TAP onde vimos que a companhia pode ser safada mas, sem dúvida, que têm quadros de excelência a lutar pelos interesses da empresa que os paga e nós temos deputados inúteis no Parlamento que fazem fretes ao partido da corrupção, dos compadrios, dos lóbis e de regime, a máfia no mau sentido.

Esta tarde política está com grandes novidades, vemos a cidadania, os partidos e movimentos em uníssono a pedir uma Comissão de Inquérito Pública sobre a Saúde. À partida é aposta ganha, se o PSD-M diz "não" perdem, se o PSD-M diz que "sim" (e já o disse) vai se emaranhar ... e perde, porque é impossível não ir bem preparado como a administração da TAP. O PSD lida com décadas de má gestão e esquemas. E o ministério Público?
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.