Max e as mulas da cooperativa

A história é uma galeria de quadros onde há poucos originais e muitas cópias. Alexis de Tocqueville
Maximiliano de Sousa, Max, nasceu no Funchal, Madeira. Foi alfaiate e fez-se “cantadeiro” e autor de canções. Foi popular na Metrópole, nas ex-colónias, fez história no fado, foi ouvido e cantado nos "States", onde encheu o Carnagie Hall várias vezes e morreu na Madeira, em 1980 com apenas 64 anos. Afinal, a sua Terra e que tanto cantou e amou.

Infelizmente este homem, que levou a Madeira aos sete cantos do mundo civilizado na altura, e que tanto a louvou, é esquecido na sua Terra Natal. Tem um busto  e "vivó velho". Foi Sousa, mas não dos Sousas. Percebe-se.

Um povo faz a sua História, mas reconhecidamente o Madeirense tem virado costas à sua História. Não por sua culpa, diga-se, mas por culpa daqueles que o governam. Este governo, os anteriores e a classe “intelectual” que o suporta e a todos os outros que o antecederam, tentam branquear a História da Madeira. Talvez haja por ali, algo sobre a novel e velha teoria filosófica do Povo Superior. Mas superior mesmo, apenas as dores que estes (des)governos nos trouxeram e na dispersão superior por muitos poucos, da riqueza criada por este povo ( impostos, taxas ) e entregue para este povo ( fundos comunitários, transferências da República ).

Por isso, existindo uma falta de decoro e de sentido de História, não me surpreende assim, que Max esteja esquecido, mas talvez ás “ronaldetes” seja feita uma estátua ou dado o nome a uma praça, rua, avenida…. Não se estranhe, se o aeroporto de Porto Santo se venha a chamar de “ Das Cunhas”, batizar-se o porto do Caniço de “ Dos Sousas”, o porto do Funchal de “Os amigos” e a Quinta Vigia, que já foi Quinta das Angustias, por causa do cemitério que ali havia, num nome mais adequado: "Quinta dos Desperdícios". Já agora, o Palácio de São Lourenço, passaria a ser, o "Palácio dos Estais Mudos-Surdos”.
Algumas vezes um homem inteligente é forçado a ficar bêbado para passar um tempo com os burros,.Ernest Hemingwy
Mas voltemos a Max. Vim á pouco saber, que também foi, um Nostradamus Madeirense, pois fez letras de música, nos anos 50 do século passado, apropriadas aos tempos que correm hoje. Uns exemplos: O bailinho que nos dão na Madeira; Batam o pé ao PSD-M; Noites escaldantes na Madeira; Casei com uma velha senhora; e a que mais próxima, penso estar destes tempos: As mulas das cooperativas. Façam-me um favor, leiam e cantem o original e ouvindo a  canção. Tipo play-back. 

As mulas desta cooperativa

As mulas desta coopaativa
As mulas desta coopaativa,
Deram cabo desta ilha,
Olhé tão lindo

 estão todas a come eee  eeer  
 poopopopo ....  ………

por causa dunss zes´tramados
por causa das maria´s bolseiras
Que só sabem  trabalhar deitados,
Olhé que são finos,

e porque não fazem nenhu umum   umumm
puepope puepoppe …………………………….
Poopspooospoiisis (  vão bêbados, são chatos, comem tudo )
( ioooo, iooooooo , ………)

o Alquerque da copaaativa
o Pedro da coopaaativa
são dois belos namorados
olháaá eles tão lindos ( não acho nada )

derám para compiinnnin iin   …chasssss,
pópopóooo poóooo ……

por causa de zé jardim, ( sim por causa dele )
por causa do zé jardim
lá se têm que aturar
olh´os meninos (olha que chatice )
lá têm que s´aturar ..aaar  aararar

mamammam mmammamam mamamammam  ……………mamam mamam mammam
(Ai tanto crocodilo)

Mamamamm mamamam mmmma mamamamamma



Notas de rodapé

Pedro e o cabo
Noticiou o JM que Pedro Calado acha que existe um atentado à soberania regional, por causa de um cabo aquático. Bom, dois conselhos: primeiro ninguém já vem cá de graça  e nada como uma garantia bancária real, ok? Se não tiverem dinheiro, talvez uma promoção a coronel no exército da Região salve a coisa. O da Proteção Civil, bem entendido e o Morna, nada como graduá-lo a General.  Fica toda a gente contente, ex-cabo incluído e a Região servida. De cabos. As vassouras esperam-se em Setembro.

Avelino Conceição e as partes
TicTacTicTacTicTac O Sr. Vice-presidente do PS ainda não se demitiu ! É o homem das “duas cabeças”. Estava-se á espera de elevação na criatura, mas ficamos mesmo ... pela sem vergonhice. Será que isto é já uma amostra, que não queremos, de um potencial futuro governo regional socialista ? Deve o PS regional gastar desinfectantes, mesmo muitos desinfectantes para todas as mãos e caras que tocarem no ilustre e nos sítios onde este se albarda ou encosta.  Vai a secretário Regional da Sem-Vergonhice ou da Desinfeção, num governo PS na Madeira ou na ALRM, a cargo relevante para a situação que criou.

O Sr. Padre da Ribeira Brava e a reunião
O Sr. Padre da Ribeira Brava, deixou o PSD-M usar o salão paroquial. Não vejo aí problema nenhum, antes pelo contrário. O local, que pertence à Igreja e a proximidade do Sacro, de certeza que não lhes permitiria dizer mentiras. O Sr. Padre foi esperto, achou que naquele espaço se obrigasse a falar verdade, mas a falta de vergonha, já tudo permite, o que foi o caso. Estamos esclarecidos, nos adros, vai-lhes cair a boca para a ......mentira.

A Madeira de A a Z
O PSD-M fez um flayer sobre os últimos 4 anos de governação. Parecido com os outros, de anos eleitorais anteriores. Mudaram os parágrafos, a disposição das frases, as palavras, os números, as fotos, os personagens, o design …… Bem, existem uns fait-divers que apreciei, pois sabe-se que a produção de ovos aumentou na Região. Pudera, com tanta galinha... Agora, estranho não ter havido aumento na marmelada ou no leite. coisa que se fez e muito nestes 4 anos. Mas ok, para depois, talvez. Depois de ler aquilo, lembrei-me de um provérbio Judaico:


Nunca nos aproximemos de uma cabra pela frente, de um cavalo por trás ou de um idiota por qualquer dos lados, 

e são mesmo muitos os idiotas .......

A representação da Madeira na UE
Miguel Albuquerque quer a Madeira representada na Europa. Fala de eurodeputados, e do seu partido, o PSD, não o psd-m, só pode. O problema é que se fossem hoje, o PSD, apenas elegia 5 e o andar da carruagem põe o representante do psd-m num honroso 6º lugar ( alguém diz 7º ) na lista. Talvez, seja por isso, que Cunha e Silva se pôs de lado (puseram ? ) e Rubina Leal, não tem feito muita questão. Sobra a desconhecida ou desaparecida. O que é natural, porque ninguém quer perder e aqueles dois, já são perdedores natos. Tempos houve, em que o psd-m era PSD-M e tinha votos para eleger um eurodeputado, agora .... apenas ajuda. Uma pergunta, se o PS eleger uma eurodeputada madeirense, essa é a representante da Região ou apenas uma filha obscura da mesma ? Talvez a representação se fique em Bruxelas ou Estraburgo por uma casa de espetos e ponchas. É o melhor e se não comerem muito de graça, ainda contribuem com uns tijolos para o novo Hospital.



Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.