Mar - Fotografia, poesia visual


Todos os dias pergunto: Quem sou?
Em diversos momentos, obtenho respostas diferentes.
Mas... uma, é certamente, sempre comum...
Sou uma grande centelha de luz! A velejar num imenso Oceano.
Rio e choro com o que vejo, com o que sinto...
Em momentos imperfeitos, navego... procuro a luz nas gotas cintilantes,
em diálogos constantes entre o Sol e o Mar!
Na inteligência. Na sensibilidade do meu ser.
Procuro sempre transformar. Contagiar tudo e todos com muito Amor e muita Paz...
Em alguns momentos, talvez até demasiados, derramo a mágoa, a raiva, o medo, a solidão...
Outras tantas vezes. Tal como tu, ó Mar.
Pacientemente compartilho os meus segredos, a minha beleza oculta,
as minhas tristezas, as minhas alegrias... suplicando uma vez mais e a todos,
um Novo Acordar ...

Deixo-vos um convite à reflexão com esta publicação digital,
onde a fotografia se funde com a poesia.

Para ecrã completo carregar no "quadrado descontínuo" no canto inferior direito desta apresentação:
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.