Plane Spotting

Aeroporto da Madeira está na lista de locais de visitar de muitos spotters por esse mundo fora...
Apesar de hoje em dia o "plane spotting" ser habitualmente associado à fotografia de aviação, a verdade é que, nas suas origens, o spotting foi uma actividade que surgiu dedicada exclusivamente à observação e registo (escrito) de aeronaves, nomeadamente no período da II Guerra Mundial, em que foi fomentada a formação de grupos (militares e civis) dedicados à observação de aeronaves, em particular as inimigas, como forma de vigilância e alerta relativamente à actividade aérea inimiga. Eram inclusive distribuídos pequenos manuais com diversas perspectivas e identificações dos variados aparelhos, por forma a permitir uma melhor identificação dos aparelhos avistados.

No pós-guerra, com o desenvolvimento pela aeronáutica e o aumento do interesse pela aviação, o spotting foi-se desenvolvendo, como uma actividade lúdica e embora houvessem alguns entusiastas que já então se dedicavam à fotografia de aviação, os registos (quando feitos) eram essencialmente escritos, com os diversos dados dos aparelhos avistados a serem registados em livrinhos religiosamente guardados, numa espécie de log.

O advento da fotografia digital e da própria internet, motivou o aparecimento de sites como o Airliners ou o Jetphotos, entre outros. O material fotográfico com crescente qualidade a preços acessíveis, fomentou a massificação do hobby na sua vertente fotográfica.

Na Madeira e apesar de muita gente (em especial nos anos 70 e 80) nunca ter ouvido o termo spotting, sempre foi uma actividade com imensos participantes, mesmo que não o soubessem... afinal de contas, nessa altura, o passeio de fim de semana, para ser passeio, tinha de incluir uma visita à estrada atrás do aeroporto para ver os aviões... o tal spotting na sua vertente mais pura 😉
Autentica enchente em redor do aeroporto da Madeira, em 2002, para assistir à vinda do primeiro (e único...) Boeing 747 Jumbo, aquando da inauguração do novo terminal 
Hoje em dia, com a "democratização" do transporte aéreo, a aviação já não tem aquela aura quase mística que fazia tantos madeirenses se deslocarem ao aeroporto para ver os aviões. Apesar de poucos, além dos entusiastas de aviação, marcarem presença regular no nosso aeroporto para a prática do spotting, em dias de vento ou quando é anunciado pela Comunicação Social a presença de um aparelho mais raro, nota-se de imediato a presença curiosa dos spotters de ocasião.

Com uma pratica crescente de milhares de entusiastas por todo o mundo, o Aeroporto da Madeira é um dos que atrai a presença de inúmeros turistas spotters que se deslocam à nossa ilha, motivados pela prática deste hobby por cá, além dos restantes atrativos turísticos da ilha.

Uma faixa turística a ter em conta, portanto...
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.