Vitória por menor demérito


O que a sondagem diz é que
a próxima vitória eleitoral será por menor demérito.

... o demérito de um partido de poder cristalizado que pretende enganar, de novo e a todos, com o mesmo argumentário de um super-herói desenquadrado já da realidade madeirense, com a pobreza a crescer vertiginosamente, e que há muito os seus ambientes se tornaram num pavoneio de ricos em busca da sua melhor condição e, não para governar para todos. Meter medo, culpar, interferir psicologicamente e não reconhecer erros de "genocídio económico", cansaram. No estado actual de depravação do PSD-M é um insulto só considerar os maus do outro lado. Usar a Autonomia para artificialmente dividir continentais e madeirenses, e assim reinar, é um projecto de descontinuidade territorial que sempre fomentou, até no ferry. A Autonomia é de todos mas poucos são autónomos na realidade que criaram na Madeira, a do RSI, das cunhas e do cartão partidário mas já só para as grandes famílias. Para os outros há a caridadezinha, o gesto volátil só para votar, cria-se a não-autonomia para criar dependências e ascendências e assim impor a Auto-Autonomia vigente dos novos ricos da Madeira Nova, igual à velha, com moscas novas com os mesmos instintos de sofreguidão e desprezo pelo próximo. Há imensos pobres para poucos ricos após dezenas de anos a jorrar dinheiro da União Europeia para equilibrar isso.

... por demérito do pretendente que deveria estar a lutar por uma maioria absoluta mas afinal está taco a tacto, por baixo. A sondagem diz que Paulo Cafôfo vale o mesmo do que o somatório de erros, cristalização e desgaste de 40 anos de PSD. Se o PSD-M é mau, Paulo Cafôfo então é pior. Se Paulo Cafôfo não atingir o poder será o pior candidato de sempre do PS Madeira, simplesmente porque teve uma conjuntura incrivelmente favorável e anda a desbaratar tudo. Paulo Cafôfo acha que as vitórias são só suas com um vazio sorridente e não a composição de interesses de uma sociedade farta de exageros, que não quer saber de lóbis nem pintados, que não quer saber de mais mandaretes a controlar as políticas em favor de monopólio. O eleitorado cansou da surdez de não governar para a população mas fingir e levar a bom porto os desejos de esfomeados, teimosos e egocêntricos, nulidades políticas sem valor acrescentado; candidatos sem provas, capacidade ou currículo que vêm fazer estágios principescamente pagos. Nós estamos a eleger para Governar amanhã, não pode ser sina do povo estar infinitamente à espera, só está bem quem tem um chorudo ordenado na algibeira e não sente que o tempo urge e não se vive. Podem falar da pobreza mas não a sentem.

De quem era independente, à boleia de um partido, todos nós povo anónimo esperávamos uma composição de vitória, com candidatos que se destacam na sociedade civil, respeitados, competentes, reconhecidos, de mérito e a arrastar confiança, a fazer acreditar que valia a pena votar. De um independente à boleia de um partido, e deste a usufruir da sua popularidade, pretendia-se uma renovação de espírito de dedicação ao eleitorado e não uma submissão idiota a repetir os erros de Miguel Albuquerque em 2015 e em todo o seu mandato no PSD e no Governo.

De Paulo Cafôfo esperava-se o reconhecimento de como se compõe as suas vitórias anteriores mas orgulhoso, cego e surdo, atenta contra as condições de vitória e já está atrás de Miguel Albuquerque. Agora está num documento, com base científica  e alguma certeza, de que o seu eleitorado foge pelas opções erradas e valorização de lóbis como se deles saíssem votos e uma governação séria em favor do eleitorado.

O PSD Madeira conseguiu, Paulo Cafôfo já nem é igual, é pior do que o PSD Madeira e ... ainda aqui vamos porque este partido tem máquina, o PS Madeira não, e se o primeiro vergar o seu orgulho e for a cada um dos Opinion Makers ganham. Sim, o PSD Madeira ainda não parou de descer mas trabalha o demérito, Paulo Cafôfo está em queda livre orientado por um idiota que alguém deu divisas para o arruinar, por "cubanos" que se fazem entendidos de Madeira mas, sobretudo, com um profundo desprezo do que há 5 anos, a esta parte, recebe de dicas sobre como derrotar o PSD Madeira ... mas faz ouvidos de mercador. Pensa pela sua cabeça sem experiência.

É tarde, as tendências vão se acentuar porque até as sondagem influem e fazem decidir, alguns fazem uma leve ideia para decidir depois, as sondagens esclarecem o que vai pela cabeça das pessoas.

Desta sondagem, Paulo Cafôfo ainda pode governar e dar uma alegria imensa ao PS mas será por demérito e "muita poucachinho". Pela conjuntura extraordinária deveria estar a lutar por uma maioria absoluta. Ninguém o diz porque revelaria desde já incompetência. Sendo Governo, vai colidir com os seus lóbis nos parceiros de coligação e cairá pronto. Se, se produz uma limpeza no PSD Madeira com derrota e regressam os valorosos ostracizados de braço dado com o único crédito político actual, será um cilindro a passar em manteiga no Verão. Poderá vencer mas, tem encontro marcado com aqueles a quem desprezou o conhecimento e a experiência avassaladora. Paulo Cafôfo é um político pueril que não alcança, sem história ou experiência, a malta não tem pachorra para explicar a um líder que é igual aos candidatos que escolhe, a fazer estágio bem remunerado quando deveria estar apto para a política e Governar.

Desejo toda a boa sorte a Paulo Cafôfo, enquanto quebra de um regime que agonia e usa os meios financeiros de todos na sua política partidária, de cócoras a comprar todos porque ninguém acredita, não tem ideias ou argumentos válidos. O futuro será de uma vitória por demérito. Tudo imensamente fraco.

Nota #1: parabéns ao Paulino Ascensão, percebeu, ouve e vai limpar votos ao PSD e ao PS para ultrapassar o CDS. Ao PSD? Sim, conhece a casa e já dá provas. Tudo o resto também não ouve, os vendedores de aparelhos auditivos têm um excelente nicho de mercado na política.

Nota #2: o próximo momento é o das listas e elas terão alguma influência nos eleitores, com este teatro, ninguém dos reconhecidamente bons e que cativam votos, vai "sujar" o nome porque a bipolarização está caracterizada por lobismo e a práxis de sempre, exactamente o que o povo quer acabar por mandar na política e sugar o dinheiro do nosso desenvolvimento humano e que produz pobres.

Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.