Johnny Player, Prada e Cafôfo

O meu programa é simples: quero governar, Benito Mussolini
A politica da Madeira é feita por causas e coisas estranhas. Existem embusteiros, charlatões, vendedores de banha da cobra e sobretudo pseudo-intelectuais, que apimentam e melhoram o nível de refugo intelectual, dos servidores públicos e partidários. 

Nesta semana, duas destas figuras, pertencendo a ambos os grupos, fizeram-me questionar da sanidade mental das mesmas. Verifiquei no entanto, em artigos, posturas, comentários  e palermices anteriores, que eram mesmo assim. São tontas, são boçais e claro fazem figuras e escritas tristes. Uma deles é comum nos meus escritos, outra delas vai aparecendo.

Johnny Player Medicines (ex João Paulo Marques, JPM)
Tem andado desaparecido e estava com saudades do rapaz. Pensei que com tanta asneirice e chamada de atenção, tivesse feito uma pausa. Mas não, enganei-me. Vi Johnny Player Medicines, transformado, num querubim, a presidir uma comissão sobre a Saúde na Madeira. Deve ter-lhe sido difícil ouvir Correia de Campos e outros, na dita comissão e ouvir falar de relatórios, que foram mandados fazer para .....não se lerem.

A Saúde da Madeira vai mal, cada vez é mais visível o nível  de desastre onde ela se encontra, mas para os criminosos que a governam, até vai bem, porque lá está, não a usam, ou quando a usam é para as fotografias das inaugurações, dos 20 anos  do diagnóstico da mama  (aqui é compreensível, dado que a mama onde mamaram estes embusteiros nestes quase 50 anos, não deve estar bem tal a utilização ), fazerem de motoristas ......
Aprende a governar-te a ti próprio antes de governar os outros, Solon
Mas este boy, continua a não desarmar. Agora no DN-M, fala na tragédia do Monte. Entre lágrimas de crocodilo, relembra as vítimas e compara com o que estado português ( para ele bem, Helas !!!!!) fez em Pedrogão Grande, na tragédia de Entre-os-Rios e no caso dos hemofílicos. Johnny Player, brinca de novo com as pessoas e tragédias humanas, para obter benefícios políticos. Não tem vergonha, mas também não tem memória. Era puto quando aconteceu a queda da ponte e talvez fosse anjinho no caso dos hemofílicos. Mas Johnny Player Medicines deve saber, que em todos os casos que nomeou, pessoas demitiram-se ou foram demitidas: ministros, secretários de estado, responsáveis civis ……Pelo que acho que Johnny Player de novo está a pedir a demissão do chefe da Saúde e do Governo !!! E quer pedir a demissão do Calado que o sustenta !!! Porque dá o que aconteceu no Continente, a atuação dos governos da República, como boas práticas no seu artigo. Mas já agora, porque é que Johnny Player não se demite, por brincar com o luto e tragédia das pessoas ? Sabe-se que fumar muitos Johnny Players, faz mal à saúde. Mas a este Johnny Player,  já ninguém estranha ou entranha. É um estado de espírito, o de má ou atrasada saúde mental. Miguel & Calado, devem pensar, com boys como este, mais vale aturar os Cafôfos regionais.

José Prada
Começa bem num artigo publicado no DN-MAtualmente, é muito fácil ser-se candidato sem ideia nenhuma”. Concordo e subscrevo o que José diz. Confessarmo-nos faz bem, Prada.

Continuei a ler o artigo e depois de o ler, reler e tentar compreender só me lembrei daquela canção infantil
               
(Refrão) 
Josézito já te tenho dito
Que não é bonito andares a enganar
Josézito já te tenho dito
Que não é bonito andares a enganar

Chora agora, Josézito chora
Que me vou embora para não mais voltar
(que te vais embora, para não mais chatear ….. daqui a 5 meses)

E pronto, este Prada, que de Prada nada tem, não é uma Cinderela, nem uma Alice, mas é mesmo o Príncipe Encantado do Sherek e todos sabemos, como é que o príncipe acabou. Mal. Sem princesa, sem brinquedos. Desaparece da circulação. 

Cafôfo
Aqui está uma pessoa que pensava que JÁ tinha ganho a corrida para a Quinta da Vigia. Dormiu na forma, á sombra da bananeira e esperava que sem trabalhar para isso, a banana, isto é a presidência do Governo Regional lhe caísse nos mãos. Pois, vai ter que trabalhar. 

Tem um Miguel de Vasconcelos ao lado, parece. Este de nome Iglésias. Não vai pela janela, mas começou a navegar son(u)samente  à bolina, com os marginais deste regime e por isso, está a fazer Cafôfo deslizar do objetivo final, a de senhor da Quinta Vigia. Se continuar assim, nem caseiro vai ficar e a "alcaidaria".... era uma vez.

Estas criaturas não perceberam que o povo está cansado demais, do mesmo do costume. E é isso que o espetáculo, Iglésias está a mostrar.
Aquele que não é capaz de se governar a si mesmo não será capaz de governar os outros, Mohandas Ghandi
Percebo que no pós-eleitoral é necessário, falar com os tais poderes económicos, companheiros de route do antigo regime, e que claro, tentam o conforto dos potenciais vencedores. Mas tanto aconchego, Iglésias, desconforta e ninguém vota em mais do mesmo. Iglésias parece o novo-rico. Está snob, pensa que lhe estão a "lamber as mãos" quando afinal estão e só a tirar-lhe as medidas. E as do seu chefe, claro.

Cafôfo tem que cortar com o passado, porque aquele passado roeu os ossos, o espírito da Madeira. Um conselho a Cafôfo: aquele passado, aquele que quer derrubar, ninguém quer mais. E muito menos de si. Livre-se ou ponha arreios a Iglésias, porque muita atenção, ele também é Miguel e a Madeira está farta de Migueis.

Do barbeiro de Sevilha, Fígaro (ou vigaro?)

Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.