3 Posts para os "Miras"


Extraído do meu Facebook:

"Miras"
"Miras", vocês estão a cometer um erro e foram avisados, não ouvem, não querem saber, estão iludidos e instrumentalizados. Serenem, o ambiente é outro. Toda a ajuda é bem vinda, se não é então estão a ser sectários na necessidade e já perderam o apoio no todo, incrivelmente por má gestão vossa. Acordem, não confundam os exercícios de cargos públicos com a política partidária. Não confundam o apoio de um país observando o presidente que tem. Acordem. É um erro. Já repararam que foram a um jantar na Quinta Vigia e o Presidente da Câmara apoiou na mesma? Ou neste caso era um mero candidato a Presidente do Governo? Eu não tenho problemas em dizer umas quantas verdades que vão cair muito mal. Quando começa a maldade não há coitadinhos.

Duas passagens:
"Depois da dívida e pobreza, o PSD-M provoca xenofobia com a dualidade entre o justo apoio aos regressados da Venezuela em contraponto com a insensibilidade social praticada sobre os que ficaram na Região enfrentando o duplo resgate. Os regressados deveriam ler sobre isto para não serem usados, é a nossa versão “Maduro”, ceifou vidas, de trabalho e de existência."

"Novidade é a neo-PIDE, infernizando pessoas com relatórios sobre o que expressam, com quem se dão, de quem são “família” para arranjar espaço à Renovação. Quem foge de Maduro sabe disto? Prefiram a integração que perdura em vez da benesse momentânea da caça ao voto."
Acordem!

Nota: eu não sou de partido nenhum, não tenho tacho prometido, não sou candidato, a Maçonaria ainda não me bateu à porta, não salivo a usar o poder para ganhar algum movendo influências com os cargos públicos, não vou a eventos partidários, etc. Estou com meu pensamento.


Acordem "Miras"
O apoio institucional é um tipo de solidariedade porque, não havendo qualquer relação comercial ou de benefícios materiais concede, no entanto, uma atenção de referência para a sociedade e os próprios serviços que o conferem. Significa que apoiam e disponibilizam, no que à gestão diz respeito, todo o apoio e atenção que não é coisa pouca. O apoio institucional confere um reconhecimento, credibiliza o evento ou o movimento perante a sociedade porque avaliadas as condições e a instituição "coloca as mãos no fogo" por eles. Portanto, o apoio institucional é um aval e uma recomendação, um título que se pode usar com terceiros para credibilizar.

Só políticos menores que não confiam nas suas capacidades e idoneidade é que usam as instituições para fazer política partidária. Atraem os necessitados dos serviços públicos para obter uma foto que simula o apoio partidário. A necessidade, MAIS UMA VEZ, é usada para fins políticos.

Agora algo de que os madeirenses TEM CULPA, o PSD-M politiza tudo na Madeira, até a mais ínfima associação, destroem o caminho natural que estas devem fazer para se submeter às prioridades da política no formato que interessa o PSD-M. O PSD-M é tóxico, contaminante da sociedade, divide as pessoas nos seus e nos que não são, uma xenofobia latente de quem perdeu consciência do todo e trabalha para lóbis.

Outra coisa, se receberem apoio do PCP Madeira que apoiou Maduro ... aceitem-no! Mantenham vasos comunicantes para o sucesso das Vossas acções.

E se ... afinal estão cá os que puderam sair da Venezuela com um pé de meia e pretendem instalar o que deu de errado lá ... repensem. Se não sabem, escrevo sempre SEM TABUS e rancores, porque escrevo para ter utilidade e não como alguns "lambusas" no Diário ou no JM.

Se estou com a Vossa causa? Estou, mas não vou deixar de dizer o que está errado. É defeito de origem.

Acordem "Miras". Acordem!


Acordem "Miras" 2
E os que estão lá sem dinheiro para sobreviver nem fugir? Onde está aquele organismo com toneladas de gente para não funcionar criado por Sérgio Marques?

"Em fórmula omissa do que interessa (colocar a salvo e com autonomia os nossos refugiados, que o queiram, fora da Venezuela) o Governo Regional decidiu criar uma solução passiva que designa por “Gabinete”, para facilitar a acção e a inserção destes emigrantes portugueses SE chegarem à Madeira. Para que serve o Centro de Apoio ao Emigrante na dependência do SRAPE? O GR só se sente responsável aqui e aguarda que cheguem, pendurado de novo na República e confiando num pró-forma de contacto com as autoridades venezuelanas que não produzirá efeito porque já lhes chega a agonia do regime. "

in "Os nossos refugiados" 10 de Junho de 2017
Link: https://www.dnoticias.pt/opiniao/cronicas/os-nossos-refugiados-JN1528658
Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.