A minha é maior do que a tua ……



Em geral, chamamos de destino às asneiras que cometemos, Arthur Shopenhauer
Falo em asneiras, claro. As últimas semanas foram exemplares na forma e no conteúdo pelas mais diversas fontes "naranjitas" na criação de asneiras e respetiva banalização. Existe uma espécie de concurso regional de asneiredo e este desgoverno e muchachos, estão lá em peso. É difícil escolher a melhor das piores ou a pior das melhores. 

Mas as asneiras, também podem ser divertidas, podem ser acompanhadas de pós de má educação ou mesmo de palhaçadas. Repito, é difícil escolher o campeão. E escolher por escolher, comecemos com um .....
Homem velhaco, três barbas ou quatro, Provérbio Português
Verbo de encher
Depois da "dúvida arábica" do vou, não vou, estou em contacto, perdi o passaporte.... MA lá chegou à Madeira. A tempo do início das aulas, claro. Uma canseira. Mas o nível de autismo do antes e depois do Dubai, foi mantido (Ufaaaaaa!!!! ) e a asneirice continua no nível do costume. Baixa, rasteira, medíocre.

Foi na sessão do 25 de Abril na ALRM ( a mania de se tirar o “regional” …. que estes moços têm ). Entre as pérolas debitadas de asneiras rascas, MA, regurgitou (em português safado, chamou o Hilário para alguns, vomitou para outros ) estes cravos e piadas de mau dizer.  1) para MA, o 25 de Abril foi feito “….para, em vésperas de eleições, se dizer a verdade…”; 2) “….nós temos um grande investimento (na Saúde ), ao contrário do governo da República….”; 3) “…as listas de espera [na Região] são transparentes, tal como os exames…”; 4) “….metem-se nas redes sociais as maiores mentiras e difamações …”. E mais cravos poderiam ser regurgitados. MA adubou o intelecto nas Arábias. Na forma e conteúdo parece estar igual, mas melhorou aparentemente a velocidade média de verborreia da asneira. Esta calcula-se pelo numero de asneiras que MA debita, pelo numero de vezes que a boca se lhe abre. E quando se abre muito a boca...... sai asneira, ou mosca. 

Dá náuseas este discurso, porque e à que dizê-lo e em letras grandes: Miguel Albuquerque continua a mover-se num mundo só seu, onde só vê o que quer e portanto INVENTA, DETURPA, MENTE.
INVENTA quando diz que as listas de espera na Saúde são transparentes. Note-se, já não são estáticas ou dinâmicas, são transparentes. Muda a forma do discurso, mas mantém a opacidade do costume. O dinamismo da transparência das listas de espera de MA, é muito parecida com a viscosidade de uma pastilha elástica. Estas listas  são  moldadas conforme a boca e a língua que servem, não têm começo nem fim,  escondem buracos, tiram-se de buracos, fazem balões e escondem burlões e até dão para passar de boca em boca. Incrível. Uma Saúde chiclete, elástica. estica, encolhe, foge, muda.... dá para tudo, esconde tudo.
DETURPA quando fala na TAP e no preço das viagens. Elas são caras, mas se o seu governo se deixasse de “chicos espertismos” ( não foi Eduardo Jesus ? ) teríamos apenas o povo a pagar o valor do subsidio e não como sucede agora, pagar a totalidade e depois é que recebe o excesso. 
MENTE e para isto basta ler o DN Madeira, dia 23 de Abril “SESARAM diz não ter dinheiro para radiofármacos” e ver os números do orçamento da Saúde, que diminuem, desde á 3 anos. E já agora o discurso de MA na ALRM no 25 de Abril. Temos polítíco a mentir até ás vésperas das eleições. Já agora uma dúvida, quando é a véspera de eleições para MA ? Isto é, quando deixa de mentir ? É apenas um dia antes ?
A homem ocioso e mulher barbuda, de longe os saúda, Provérbio Português
Mas MA tem outras habilidades. É ILUSIONISTA, quando diz que as contas da Região vão bem ( para sua informação já têm desvio negativo de cerca 4,5 % em inícios de Maio ), é MAROTO quando para justificar os seus erros fala nos erros de outros e ABORRECIDO quando de novo vem com a teoria do “neocolonialismo” de Lisboa, a separação..... Enfim é MA em toda a sua absoluta e santa desfaçatez ... que lata.

Continuamos com galo. Passemos a outra figura, que como os todos os galos, de cérebro têm e parece ter … pouco. Por isso vou chamar-lhe ...
Homem pequenino, embusteiro ou bailarino, Provérbio Português
O Homem de palha
De seu nome Medeiros Gaspar. Esta pessoa que nada fez na vida que não ser ascender a deputado, ter encontrado a sua no Tinder do PSD-M e dos jotas e que administra(?) o hotel do sogro, escreveu no pasquim do regime um artigo chamado “andam a roubar as nossas galinhas….”, com o intuito, digam lá todos, MAIS UMA VEZ (bravo, bravíssimo) de dizer que o Governo da República, desta vez o do Costa socialista, não baixar os juros do empréstimo da Madeira, enquanto os do Continente estão a descer no mercado. Depois supostamente compara um francês, que  ajuda, diz ele !!!!!!!, a República nas casas de ratting ( por 145.000€/ano ), com a Orey Finantial, que faria a mesma coisa para este desgoverno !!!!! (mas por quase 4.000.000€ / contrato / ano 2019). Eu até percebo Gaspar Medeiros. Nesta Madeira "naranjita" faz-se sempre tudo "à grande e à francesa". O que é isso de 3,500,000 € de diferença? São peanuts, para os cofres de uma Região rica em empobrecimento, rica em maus governantes e rica em contas mal paradas e despesas não justificadas.

O sonho dele e do desgoverno que apoia, é estarem numa república de bananas. Por isso desvalorizam o que o Tribunal de Contas escreve e anuncia. Aliás, para estas mentes, as medalhas e comendas da Região não vão para quem faz melhor, vão sim para quem faz pior, uma casa de segredos e de barbaridades. Miquel Albuquerque, Calado, Dantas, Lourenço, Ramos, Valleys, Sousas ... não têm culpa. Foram criados assim. A desbaratar o dinheiro dos outros e a guardar muito bem o seu. O novo herói deles, depois de Jardim, é Berardo, o Joe. O Joe da garagem, que têm em comum o sempre viverem com o dinheiro dos outros, gastando o que não é seu, mas de todos.

É compreensível estas asneiras para Medeiros Gaspar, foi enformado na jota naranja da Madeira, onde se aprende a pensar que o que "o que é meu, é meu e o que é teu é nosso". Por isso afirma naturalmente e fá-las naturalmente, não é sogro? E os problemas são sempre resolvidos de acordo com o diagrama ao lado "Como os naranjas da Madeira resolvem os problemas".

Passemos então para a próxima criatura que alia a boçalidade com a palhaçada e também aspira a ser .... advinharam, homeopata, mais um médico (depois de Marques-boy, Tomásia, ... ) este de produtos naturais. Adivinharam, estou a falar no ilustre deputado ...
Eu continuo a ser uma coisa só, apenas uma coisa - um palhaço, o que me coloca em nível bem mais alto que o de qualquer político, Chalie Chaplin
Palhameco ( = Palhaço + médico )
Carlos Rodrigues. Em artigos publicados na Gnose, já falei deste deputado, ótimo gestor de dinheiros alheios, um faz-tudo em política, até no alto débito de mediocridades. Não sabia é que ser palhaço e médico era também o seu sonho. Aliás estes naranjitas, aspiram a tudo, suspiram por tudo e aspiram tudo. 

Recentemente no plenário da ALRM disse que a oposição devia “tomar pau de cabinda”. Ora aí está, é palhaço quando pensa que aquilo tem piada. Mas também é médico, pelo menos de produtos naturais, quando receita pau de cabinda. É um dois em um: Palhameco. (Ahhh e já sabemos o que usa em casa, naturalmente).  No vídeo que circula nas redes sociais, também se vê um totó gordo de gravata vermelha a rir, (a ejacular ???? ) porque naturalmente deve perceber daquela poda. Só pode. Deve ser o pau de cabeleira de Rodrigues.

Já agora, os tempos em que o Ramos pai e Jardim faziam daquela ALRM, com o fechar de olhos dos sucessivos presidentes da República, um circo já acabou, penso. Estes renovados, honra seja feita, tentaram outra imagem, mas infelizmente naquele PSD-M continua a badalhoquice. E os palhamecos imperam. E estes palhamecos ainda não se perceberam do ridículo que fazem aos olhos dos portugueses. Talvez percebam agora porque é que Jardim nunca foi Presidente de algo nacional ... É que ninguém confia em badamecos, perdão, palhamecos. E Jardim, foi sempre a anedota nacional. Era "porreiro", mas nada confiável. 

E podia continuar ...
... com a Tomásia, que "tomásia" vá para a rua do SESARAM, que continua a desdizer-se (neste caso com um dirigente sindical e uma médica que o motorista da camionete acidentada pretendia que o visse, ao arrepio do bom senso e legalidade );
... dos professores que saem em protesto da ALRM ( ???? )
... do Calado e o protecionismo à AFA (bom empregado, sim senhor) e quando diz que coordenou embaixadas???? no seu artigo no DN Madeira (foi por isso que MA nunca teve hipótese de ter um novo passaporte diplomático ou então …. não coordena e a boca fugiu para o ….. desleixo):
... Já que Ministro dos Negócios Estrangeiros e Embaixador estiveram aí, lembremos Merkel quando deu a Madeira como exemplo de uma região que usou mal os fundos estruturais e cito “… serviram para construir túneis e auto-estradas, mas não para aumentar a competitividade.” Calado não ouviu ...
Tudo o que peço aos políticos é que se contentem em mudar o mundo sem começar por mudar a verdade, Jean Paulhan
Fico apenas por mais estes dois importantes apontamentos

Diletus
Calado passou os Cuidados Continuados para a Vice-Presidência. 3 meses depois, a Diletus teve um Jackpot de 4,5 milhões de euros até ao final do corrente ano. Porquê e em que condições? Para os patrões? Para os familiares do patronato? ... ou mesmo para pagar divídas? ... ou foi para colocar amigas e amigas ?

Marques Mendes
Calado deve estar feliz porque o mini  Mendes o elegeu na SIC como figura da semana. Deu jeito. E está em boa companhia. Reparem, constituem a companhia dos investigados pela policia e justiça portuguesa e uns mais do que outros, são quase, mas quase, arguidos. Mendes com Coimbras nos fundos das empresas ambientais e Calado ... não lhe tiremos a surpresa. Já agora, reparei que o presidente da ALRM de seu nome Tranquada Gomes, foi julgado e condenado no processo do Banif. Ter um condenado a presidir a ALRM, só lhe dá, à ALRM, ainda mais prestigio. O mau. Naturalmente … não se demite. É um herói, que se junta à vasta galeria de arguidos, condenados atuais e futuros destes desgovernos. Foi um fartar vilanagem e agora vão pagar pelas tropelias cometidas. 

OBS.:
Para “os amigos” do costume, com as suas mensagens e preocupação pelo meu bem estar, uma palavra: estou disponível para debater números, situações, misérias, ponto por ponto, assunto por assunto, estrutura por estrutura, em qualquer lugar e sitio, desde que seja em terreno neutro. Concordo que escrever, por escrever é mau, daí esta minha disponibilidade, naturalmente. Quem não deve, não teme. Não, não, invento, apenas escrevo sobre o que se lê e sabe públicamente e faço ...contas. Não as de sumir, estejam certos. 

Já que começamos em asneira, acabemos em asneira. Aqui vai uma música, boçal, concordo, mas de asneiras. Estão como viram na ordem do dia.


Share on Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário

Pedimos que seja educado e responsável no seu comentário. Está sujeito a moderação.